Críticas

Veja o que esperar das novidades nas telonas e estreias com os comentários da nossa equipe especializada.

UMA PROVA DE AMOR

(My Sister’s Keeper, 2009)

Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela inativa Estrela inativa Estrela inativa Estrela inativa
13/09/2009 15h34
por Angélica Bito
Uma Prova de Amor é o tipo de filme feito para fazer o espectador chorar: é difícil não se emocionar quando a trama envolve crianças doentes, uma mãe lutadora, crianças carismáticas, um cachorro bacana... E, de fato, o filme de Nick Cassavetes (Alpha Dog) é propositalmente emotivo, remetendo diretamente a outro filme do diretor, Diário de uma Paixão, que já levou milhões de espectadores (principalmente as mulheres) às lágrimas desde 2004, quando foi lançado.

A narrativa de Uma Prova de Amor é entrecortada pelos diversos pontos de vista, todos de membros da família Fitzgerald, cuja filha do meio, Kate (Sofia Vassilieva), sofre de leucemia desde bebê. Ela foi capaz de sobreviver à infância e chegar à adolescência graças à irmã mais nova, Anna (Abigail Breslin), concebida para ser geneticamente compatível à irmã, ou seja, doadora em todos os momentos em que ela precisasse. Mas Anna não quer mais doar nada à irmã, especialmente num momento em que Kate precisa de um rim. Anna quer levar uma vida normal dali adiante. Por meio de flashbacks, descobrimos como a doença de Kate mudou a vida de todos na família desde o momento em que a menina foi diagnosticada, ainda bebê, até o presente, bem como a luta da mãe (Cameron Diaz) em fazer com que a filha escape da morte a cada crise, a cada internação.

O filme traz Cameron Diaz num papel bem novo em sua carreira: o de mãe sofredora. E, de fato, a loira não chega a decepcionar, mas quem se destaca no elenco são as duas pequenas atrizes. Abigail Breslin, indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por Pequena Miss Sunshine, já mostrou ser uma atriz bastante carismática, carisma que, neste caso, faz toda a diferença no desenvolvimento da trama. Agora, uma surpresa é Sofia Vassilieva, que ficou com o papel depois que Dakota Fanning não topou trabalhar no filme quando soube que teria de raspar o cabelo, condição básica para o papel. Sorte de Sofia, que consegue mostrar-se bastante à vontade no papel, embora ele exija forte carga dramática. A atriz, que faz parte do elenco da série Medium, acaba revelando-se neste papel, arrancando algumas lágrimas do espectador.

Mas não é somente a atuação de Sofia que emociona o público: Cassavetes sabe utilizar elementos para verter lágrimas no espectador. A trilha sonora, o uso de texturas na composição das imagens por meio da ausência de foco em alguns momentos e a câmera lenta são elementos usados com sucesso com esse objetivo. E, embora tenha como base uma tragédia familiar desenvolvida por anos, Uma Prova de Amor não deixa de terminar positivo, de certa forma, lembrando ao público que as pessoas sempre acabam superando suas dores, não importa quanto tempo levam ou como.

FAVORITAR

crítica NÃO FAVORITADA

COMPARTILHE:

COMENTAR

comments powered by Disqus
Parceiro R7