Ficha do Filme

O HOMEM QUE MUDOU O JOGO

(Moneyball, 2011)

Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela inativa Estrela inativa Estrela inativa Estrela inativa

DVD

BLU-RAY

Estreia

17/02/2012

Brad Pitt vive Billy Beane, gerente geral do Oakland Athletics, time de beisebol que usou um sofisticado software de análise para conseguir reunir um elenco de qualidade sem gastar muito. Ele precisou desenvolver esse novo método porque, comparado aos outros grandes times da liga, o Athletics tinha pouco dinheiro disponível. Ainda assim, conseguiu se equiparar às maiores equipes do torneio.

Vote

COMPARTILHE:

FICHA TÉCNICA

Gênero: Drama

Direção: Bennett Miller

Roteiro: Aaron Sorkin, Steven Zaillian

Elenco: Adrian Bellani, Ari Zagaris, Arliss Howard, Art Ortiz, Artie Harris, Barry Moss, Blake Pike, Bob Bishop, Bob Costas, Brad Pitt, Brent Dohling, Brent Jennings, Casey Bond, Chad Kreuter, Chris Pratt, Christopher Dehau Lee, Corey Vanderhook, Damon Farmar, Derrin Ebert, Diane Behrens, Ed Montague, Eddie Frierson, Eric Winzenried, Gary "G. Thang" Johnson, George Thomas, George Vranau, Glen Kupier, Glenn Morshower, Greg Papa, Holly Pitrago, Jack Knight, Jack McGee, Jake Wilson, James Shanklin, Joe Provost, Joe Satriani, John Brantley Cole, Jon Stein, Jonah Hill, Joyce Guy, Julie Wagner, Keith Middlebrook, Ken Colquit, Ken Korach, Ken Medlock, Ken Rudulph, Kerris Dorsey, Lisa Guerrero, Madeleine G. Hall, Marvin Horn, Melvin Perdue, Michael Gillespie, Miguel Mendoza, Nick Porrazzo, Nick Searcy, Patrick Riley, Phil Benson, Phil Pote, Philip Seymour Hoffman, Reed Thompson, Richard Padilla, Robert Ninfo, Robert P. Macaluso, Robin Wright, Royce Clayton, Simon James, Stephen Bishop, Takayo Fischer, Tammy Blanchard, Tim McCarver, Tom Gamboa, Vyto Ruginis

Produção: Michael De Luca, Rachael Horovitz, Scott Rudin

Fotografia: Wally Pfister

Trilha Sonora: Mychael Danna

Duração: 133 min.

Ano: 2011

País: Estados Unidos

Cor: Colorido

Estreia: 17/02/2012 (Brasil)

Distribuidora: Sony Pictures

Estúdio: Columbia Pictures / Michael De Luca Productions / Scott Rudin Productions

Classificação: 10 anos

EXTRAS

- Erros de Gravação
- Brad Não se Controla
- Cenas Excluídas
- Billy Beane: Reinventando o Jogo
- Documentário

- Idiomas: Inglês e Português
- Legendas: Inglês e Português

- Erros de Gravação
- Brad Não se Controla
- Cenas Excluídas
- Billy Beane: Reinventando o Jogo
- Seleção da Equipe
- Documentário
- Adaptação de O Homem que Mudou o Jogo

- Idiomas: Inglês, Português, Japonês e Tailandês
- Legendas: Inglês, Português, Japonês e Mandarim

IMAGENS

CRÍTICA

por Roberto Guerra

Não estar familiarizado com as regras do beisebol não é impeditivo para os brasileiros que quiserem assistir a O Homem que Mudou o Jogo. A produção estrelada por Brad Pitt tem roteiro acessível e inteligente o suficiente para agradar mesmo quem não faz a menor ideia de como funciona o esporte.

Baseado no livro Moneyball: The Art of Winning an Unfair Game, de Michael Lewis, conta a história real de Billy Beane, gerente geral do time de beisebol do Oakland Athletics. Ele tenta criar um time competitivo para a temporada de 2002 de Oakland, apesar da situação financeira desfavorável da equipe. Para isso, usa um sofisticado método estatístico criado por um jovem economista interpretado por Jonah Hill.

Ao longo do filme o espectador vai acompanhando Beane tentar criar um time de basebol competitivo a baixo custo e descobrindo que o beisebol é um negócio, os atletas são commodities e, ao final de uma temporada, alguém toma champanhe e outros perdem o emprego. De tabela, a produção passa a mensagem edificante de que é preciso ser firme quando se está nadando contra a corrente.

O grande problema de filmes sobre esportes é que eles recaem, invariavelmente, num oceano de clichês. Geralmente, a história é sempre a igual. Somos apresentados a uma equipe ou atleta com sérias dificuldades, mas que com um discurso inspirador ou um acontecimento simbólico qualquer conseguem surpreender vencendo uma prova ou campeonato. Felizmente, isso não acontece em O Homem que Mudou o Jogo, pelo menos não inteiramente, o que o transforma numa iguaria no gênero.

O diretor Bennett Miller (Capote) acerta a mão na condução do filme equilibrando imagens de arquivo do time retratado com a narrativa cinematográfica da produção. E o redondo roteiro de Steven Zaillian e Aaron Sorkin consegue manter o interesse do espectador até o final. Bom roteiro e direção resultam na valorização do trabalho dos atores. Brad Pitt (A Árvore da Vida) e Jonah Hill (O Pior Trabalho do Mundo) estão muito bem, principalmente quando contracenam. Quem tem menos destaque é Philip Seymour Hoffman (Capote), mas mesmo com uma participação limitada, ele se garante.

O Homem que Mudou o Jogo é um dos melhores filmes de esporte dos últimos anos. Uma produção que vai agradar os poucos brasileiros que gostam de beisebol e todos os outros cujos conhecimentos são de primeira base.

Prêmios e Indicações

2012

>> Oscar: Indicado na categoria Melhor Ator (Brad Pitt)

>> Oscar: Indicado na categoria Melhor Ator Coadjuvante (Jonah Hill)

>> Oscar: Indicado na categoria Melhor Filme

>> Oscar: Indicado na categoria Melhor Montagem

>> Oscar: Indicado na categoria Melhor Roteiro Adaptado

>> Oscar: Indicado na categoria Melhores Efeitos Sonoros


» Em 2013, indicado ao Bafta Award de Melhor Roteiro Adaptado

COMENTAR

comments powered by Disqus

CURIOSIDADES

Adaptação do livro: Moneyball - The Art of Winning an Unfair Game, de Michael Lewis
Do mesmo diretor de Capote
Parceiro R7