17 OUTRA VEZ

17 OUTRA VEZ

(17 Again)

2009 , 102 MIN.

10 anos

Gênero: Comédia

Estréia: 10/07/2009

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Burr Steers

    Equipe técnica

    Roteiro: Jason Filardi

    Produção: Adam Shankman, Jennifer Gibgot

    Fotografia: Tim Suhrstedt

    Trilha Sonora: Rolfe Kent

    Elenco

    Allison Miller, Leslie Mann, Matthew Perry, Michelle Trachtenberg, Thomas Lennon, Tyler Steelman, Zac Efron

  • Crítica

    14/07/2009 07h58

    Confirmando sua incrível capacidade de fazer várias vezes o mesmo filme, Hollywood apresenta agora 17 Outra Vez, uma releitura de De Repente 30, Quero Ser Grande, Tal Pai, Tal Filho ou de tantos outros que já vimos no cinema, no DVD e, principalmente, na Sessão da Tarde.

    Para quem não exigir ineditismo nem criatividade no roteiro, o filme pode agradar. A história fala de Mike (Zac Efron, de High School Musical), um rapaz de 17 anos que resolve abandonar o sonho de ser um grande jogador de basquete para se casar com sua jovem namorada, grávida. Anos mais tarde, já adulto,o rapaz (agora vivido por Matthew Perry, do seriado Friends) culpa a esposa pela perda do sonho e transforma sua vida num fracasso. Porém, um passe de mágica destes que só acontecem no cinema faz com que Mike tenha uma nova chance e - como o nome do filme já entrega - ele volta a ter 17 anos novamente.

    O resto todo mundo já sabe, mas basicamente a direção segura de Burr Steers (o mesmo de A Estranha Família de Igby) consegue imprimir ao filme um bom ritmo de comédia e uma boa dose de romantismo, sem escorregar (demais) no piegas. Os pontos altos são a boa interpretação do protagonista (Zac Efron é mais do que um rostinho bonito) e a criação de um divertido personagem nerd milionário (Ned, vivido por Thomas Lennon) que dá margem a algumas divertidas tiradas satirizando o universo da cultura pop. A lamentar, somente a péssima voz e apática interpretação de Leslie Mann (no papel da esposa de Mike), cuja falta de carisma quase estraga a boa química que permeia todo o trabalho.

    Talvez hoje você não ligue muito para o filme, mas, daqui a alguns anos, numa tarde de gripe, em casa, vendo TV e comendo pipoca, 17 Outra Vez possa ser uma opção das mais agradáveis.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus