A FAMÍLIA DA NOIVA

A FAMÍLIA DA NOIVA

(Guess Who)

2005 , 106 MIN.

10 anos

Gênero: Comédia Romântica

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Kevin Rodney Sullivan

    Equipe técnica

    Roteiro: David Ronn, Jay Scherick, Peter Tolan

    Produção: Ashton Kutcher, Bernie Mac, Betty Thomas, Erwin Stoff, Jason Goldberg, Jenno Topping, Steve Greener

    Fotografia: Karl Walter Lindenlaub

    Estúdio: Columbia Pictures Corporation

    Elenco

    Amanda Tosch, Ashton Kutcher, Bernie Mac, Gus Lynch, Phil Reeves, RonReaco Lee, Sherri Shepherd, Zoe Saldana

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Talvez o maior erro de A Família da Noiva é se apresentar como refilmagem de Adivinhe Quem Vem Para Jantar (1967). Não vejo problema nenhum se comparar a uma produção tão primorosa como a dirigida por Stanley Kramer, mas pelo menos tenha cacife para isso. Caso contrário você só perde pontos. E alguém deveria ter avisado isso ao diretor Kevin Rodney Sullivan antes dele anunciar seu filme como uma refilmagem. As coisas não são tão fáceis assim.

    As diferenças entre os dois filmes são gritantes. No entanto, o que poderia ser visto como flash de criatividade só se torna uma enorme arapuca, como acontece neste caso. A Família da Noiva é uma comédia sobre os apuros pelos quais passa um rapaz em um final de semana quando vai conhece os pais de sua noiva. Algo como Entrando Numa Fria (2000), mas com a questão étnica. O noivo, Simon Green (Ashton Kutcher), é um jovem investidor que tem tudo para ter um brilhante futuro, mas ele pede demissão pouco antes de viajar a Nova Jersey para conhecer os pais de sua noiva, Theresa (Zoe Saldana). O pai é Percy (Bernie Mac), um homem que aprendeu a investigar a vida dos outros e sempre ter um olhar desconfiado, já que é responsável pelos empréstimos de um banco. Simon logo ganha a simpatia da sra. Jones, Marilyn (Judith Scott), mas é claro que não ganha a de Percy exatamente por ser um branco querendo casar com a filha de um orgulhoso negro.

    Além do conflito étnico, temos também aquela velha história de "pai protetor que não admite ver a filha crescendo e faz de tudo para sabotar o relacionamento, dentro do cabível na ética família". Como eu disse, nada muito diferente da comédia com Robert De Niro e Ben Stiller já citada anteriormente. O mote "conflito racial" seria o interessante a ser explorado. Afinal, depois de tantos anos de luta para ser tratado com igualdade, eis que os papéis se invertem e desta vez é um branco que sofre preconceito neste filme.

    De qualquer forma, nem a verve cômica, trazida pela situação em si, nem a dramática, por conta do conflito, são bem dosados. E olha que eu nem pedia tamanho equilíbrio existente em Adivinhe Quem Vem Para Jantar - afinal, substituir o noivo Sidney Poitier do original por Ashton Kutcher não é a melhor idéia do mundo, para começar -, mas, no mínimo, um filme que não se perdesse entre tantos gêneros. Afinal, não bastando a comédia e o drama, ainda temos muitos toques de comédia romântica. Dessa forma, A Família da Noiva quer cumprir tantas tarefas junto ao espectador que não consegue. Não emociona, não faz rir (a não ser que você seja uma pessoa realmente muito feliz que ri de qualquer bobeira que já foi feita em outros filmes dezenas de vezes) nem enche o coração dos românticos.

    Além de ser um filme que não consegue se encontrar, A Família da Noiva não faz mais do que reciclar clichês do cinema. Portanto, mais inteligente do que recomendar este filme (o que não faço), acredito que ele existe para pelo menos uma coisa: fazer com que mais espectadores descubram Adivinhe Quem Vem Para Jantar. Esse sim vale a pena.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus