A FEITICEIRA

A FEITICEIRA

(Bewitched)

2005 , 90 MIN.

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Nora Ephron

    Equipe técnica

    Roteiro: Adam McKay, Delia Ephron, Nora Ephron

    Produção: Douglas Wick, Lucy Fisher, Penny Marshall

    Fotografia: John Lindley

    Trilha Sonora: George Fenton

    Estúdio: Columbia Pictures Corporation

    Elenco

    Heather Burns, Michael Caine, Nicole Kidman, Shirley MacLaine, Will Ferrell

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Mexer com ícones da cultura sempre é algo complicado. Mas trata-se de uma coisa que tem sido bastante feita por Hollywood. A Feiticeira é mais uma produção que revive um seriado clássico dos anos 60, mas a diferença é que aqui esse revival é explícito, a começar pelo argumento do roteiro: ator procura atriz para ser protagonista em refilmagem televisiva do seriado A Feiticeira. Desde o começo, os personagens da série são referenciais dos protagonistas de A Feiticeira, transformando esta produção numa homenagem à série antiga.

    O ator Jack Wyatt (Will Ferrell) enfrenta uma crise na carreira. Depois de estrelar uma superprodução malsucedida, ele quer voltar a ter sucesso por meio de um remake da série A Feiticeira - que foi ao ar de 1964 a 1972. Ele precisa de uma atriz para viver Samantha, a feiticeira da série, mas não consegue encontrar ninguém que faça aquele movimento com o nariz que Elizabeth Montgomery fazia na série original. Eis que o destino coloca Isabel Bigelow (Nicole Kidman) em seu caminho. Além de ser capaz de fazer aquele movimento peculiar da protagonista da série, Isabel ainda é uma feiticeira, coisa que o ator não pode saber. Encantada com Jack e à procura de romance, de uma vida humana normal, ela topa ser atriz da série, prometendo nunca mais usar de suas mágicas para conseguir algo.

    Por mais que Isabel seja uma feiticeira capaz de conseguir o que quer numa puxadinha de orelha, ela é uma mulher como eu ou você, cara leitora. Por exemplo: ela idealiza o romance e o objeto desejado como eu já fiz pelo menos quatro vezes na vida. A diferença é que ela pode, literalmente, apertar o botão do rewind como se fosse espectadora da própria vida - o que é invejável. Isabel é linda, faz mágicas e tem os mesmos defeitos que os mortais têm, a começar por apaixonar-se por um verdadeiro babaca.

    Os personagens de A Feiticeira são comuns (mesmo com tanta magia), cheios de defeitos, fazendo com que a identificação com o espectador seja imediata. Nicole Kidman está adorável na pele de Isabel e é esse o grande trunfo da produção: dirigido por Nora Ephron (Mensagem Para Você), o filme é uma simpática e divertida comédia romântica - mais ou menos como muitas deveriam ser, mas não conseguem. A idéia de fazer um seriado dentro do filme até que funciona, exceto para os fãs do seriado. Dessa forma, o maior erro de A Feiticeira é pisar em terreno sagrado. Descolado do produto que lhe deu origem, o filme funciona como uma diversão leve.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus