A FORÇA DA AMIZADE

A FORÇA DA AMIZADE

(Bonneville)

2006 , 93 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia Dramática

Estréia: 27/06/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Christopher N. Rowley

    Equipe técnica

    Roteiro: Daniel D. Davis

    Produção: John Kilker, Robert May

    Fotografia: Jeffrey L. Kimball

    Trilha Sonora: Jeff Cardoni

    Estúdio: SenArt Films

    Elenco

    Amber Woody, Arabella Field, Bruce Newbold, Christina Thurmond, Christine Baranski, Erin May, Evan May, Fred Schwab, Ivey Lloyd, Jayson Creek, Jessica Lange, Joan Allen, Jodi Russell, Kathy Bates, Kristen Marie Jensen, Laura Park, Lyn Vaus, Robert Conder, Ryan Christopher Combe, Skip Carlson, Steve O'Neill, Terry Murphy, Tom Amandes, Tom Skerritt, Tom Wopat, Victor Rasuk

  • Crítica

    27/06/2008 00h00

    Leio em algum lugar na imprensa que já está disponível na internet um software que ensina "qualquer um" a escrever um roteiro cinematográfico. Esta ferramenta virtual seria capaz de orientar o aspirante a roteirista passo a passo, criando personagens e situações, como se ele estivesse, por exemplo, instalando uma impressora nova.

    Não sei até que ponto a notícia é verdadeira e nem se o software é realmente eficiente. Mas que existem filmes que parecem ter saído de rígidas fórmulas computadorizadas, ah, isso é verdade! Caso típico é o da comédia dramática A Força da Amizade, produção americana de 2006 que estréia tardiamente em nossos cinemas. E que não faria a menor diferença se não estreasse.

    O roteiro do estreante Daniel D. Davis se centraliza em Arvilla (Jessica Lange), uma mulher de meia-idade que acaba de sair da cerimônia de cremação de seu marido. Abalada emocionalmente e ainda com a urna funerária nas mãos, Arvilla está pronta para realizar o último desejo do falecido: espalhar suas cinzas pelos lugares onde ambos passaram momentos felizes. Porém, Francine (Christine Baranski), filha do defunto, exige um funeral tradicional e intima Arvilla a levar as cinzas até o lugar onde se realizará uma nova cerimônia. Acuada, a viúva decide chamar suas duas melhores amigas, Margene (Kathy Bates) e Carol (Joan Allen), para que elas a acompanhem numa viagem pelo interior dos EUA. As três simpáticas senhoras, a bordo de um conversível vermelho e de uma urna funerária, se encarregam de levar as cinzas até o suposto "funeral convencional".

    Sim, é um road movie pra lá de tradicional. Não, ele não traz nenhum atrativo que o diferencie de centenas de outros filmes iguais a este. Sim, o filme repete a velha e cansativa fórmula da redenção por meio de uma longa viagem (exterior e interior). Não, eu não sei o que boas atrizes como estas estão fazendo num filme tão descartável.

    É evidente que bilheteria está longe de ser sinônimo de qualidade, mas assim também é demais: A Força da Amizade não chegou a faturar sequer US$ 500 mil (sim, mil) nas bilheterias dos EUA.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus