PôsterFF_A Garota do Armário

A GAROTA DO ARMÁRIO

(Maman a tort)

2016 , 110 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia

Estréia: 21/09/2017

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Marc Fitoussi

    Equipe técnica

    Roteiro: Marc Fitoussi

    Produção: Caroline Bonmarchand

    Fotografia: Laurent Brunet

    Estúdio: Avenue B Productions

    Montador: Damien Keyeux

    Distribuidora: Imovision

    Elenco

    Annie Grégorio, Audrey Quoturi, Camille Chamoux, Dorothée Martinet, Émilie Dequenne, Grégoire Ludig, Jean-François Cayrey, Jean-Yves Freyburger, Jeanne Jestin, Jennifer Dubourg, Joshua Mazé, Louvia Bachelier, Lucie Fagedet, Meriem Serbah, Nelly Antignac, Sabrina Ouazani, Stéphane Bissot, Xavier Robic

  • Crítica

    22/09/2017 17h37

    Por Thamires Viana

    As trapaças de uma grande empresa mostradas pelo olhar ingênuo de uma adolescente de 14 anos. A denúncia que ronda A Garota Do Armário é amena e delicada, frisando a empatia de Anouk, interpretada pela atriz Jeanne Jestin, com uma situação familiar.

    No longa dirigido por Marc Fitoussi, Anouk realiza um estágio, como tarefa escolar, na empresa de seguros onde sua mãe Cyrielli (Émilie Dequenne) trabalha. Durante a organização de um armário, a menina se vê diante de um dilema ao descobrir que a mãe forjou um relatório para que a família de um cliente não fosse beneficiada.

    A crônica social em A Garota Do Armário é cruel e cheia de encantos, já que a menina se frustra com a situação e monta uma ação secreta para resolvê-la. A crueldade está no choque de Anouk ao observar o mundo empresarial recheado de exploração e conflitos éticos. A compaixão da menina pela família rejeitada pelo seguro mostra um lado unilateral do amadurecimento emocional e profissional, pouco comum em adolescentes nesta idade.

    O conflito entre mãe e filha por assuntos familiares é quase imperceptível. No longa de Fitoussi, vemos que ambas se dão bem, exceto pela ética apresentada por Anouk e o descaso da mãe ao falar sobre o assunto. Durante todo o decorrer do filme o espectador pode julgar a mãe como vilã, já que as omissões feitas por ela à filha sugerem uma culpa sem o menor ressentimento.

    Existe uma tensão nas cenas de investigação do armário de arquivos, mas o diretor suaviza-a com a diversão da garota com sua melhor amiga e a primeira paixão por um estagiário da mesma empresa. Embora a trama foque na versão detetive de Anouk conseguimos ter um respiro ao lembrar que ela é apenas uma adolescente com seus próprios dilemas.

    Misturando o drama e comédia A Garota Do Armário é leve, com diálogos inteligentes e uma atriz mirim que cativa o espectador e que, ao contrário de sua personagem, parece já estar acostumada ao universo profissional e adulto à sua volta.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus