A HORA MARCADA

A HORA MARCADA

(A Hora Marcada)

2000 , 120 MIN.

16 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Marcelo Taranto

    Equipe técnica

    Produção: Marcelo Taranto

    Fotografia: Guy Gonçalves

    Trilha Sonora: Marcelo Taranto, Paulo Baiano

    Elenco

    Beth Goulart, Cássia Kiss, Ester Góes, Fábio Assunção, Gracindo Júnior, Joana Medeiros, Osmar Prado, Othon Bastos, Shimon Nahmias, Tonico Pereira

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    A frase publicitária do filme é até intrigante: “O que você faria se soubesse a hora exata da sua morte?” O roteiro, porém, fica muito aquém da expectativa gerada pelos pôsteres e anúncios. Motivo: A Hora Marcada é um filme que não decola.

    Tudo gira em torno de um rico e inescrupuloso industrial vivido por Gracindo Júnior. Durante uma festa, ele permite que uma bela e estranha mulher leia a sua mão, mas as previsões que ouve não são nada animadoras: a suposta cigana diz que o milionário morrerá exatamente dentro de sete anos.

    Um corte de tempo transfere a narrativa para o suposto dia fatídico e encontra o personagem principal da trama em uma situação nada cômoda. Ele continua milionário, mas uma grave doença o preocupa, seu casamento está falido, seus filhos estão distantes e seus sócios estão revoltados com suas atitudes comerciais. Não lhe faltam caminhos abertos para a morte, seja ela natural ou criminosa.

    É neste ponto que A Hora Marcada muda radicalmente sua narrativa, transformando-se de drama para um filme policial. Porém, um filme policial que não se sustenta e não consegue prender a atenção do público, seja pela ausência de conteúdo, pela falta de profundidade das situações ou pela impossibilidade de empatia com um personagem tão desagradável. Em suma, faltou uma boa história a ser contada, já que o seu frágil argumento poderia ter rendido, talvez, somente um bom curta-metragem.

    Vale um destaque positivo apenas para a excelente interpretação de Osmar Prado. No elenco ainda estão Beth Goulart, Othon Bastos, Fábio Assunção, Cássia Kiss e Esther Góes.

    7 de maio de 2001

    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus