A ILHA DA IMAGINAÇÃO

A ILHA DA IMAGINAÇÃO

(Nim's Island)

2008 , 95 MIN.

Gênero: Aventura

Estréia: 18/07/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Jennifer Flackett, Mark Levin

    Equipe técnica

    Roteiro: Jennifer Flackett, Joseph Kwong, Mark Levin, Paula Mazur

    Produção: Paula Mazur

    Fotografia: Stuart Dryburgh

    Trilha Sonora: Patrick Doyle

    Estúdio: Walden Media

    Elenco

    Abigail Breslin, Alphonso McAuley, Christopher Baker, Gerard Butler, Jodie Foster, Maddison Joyce, Morgan Griffin, Peter Callan, Rhonda Doyle, Sean Keenan

  • Crítica

    18/07/2008 00h00

    Filme infantil, sim, mas sem subestimar a inteligência de ninguém. Nem da criança que vai ao cinema, nem do adulto que a leva. Assim é o bem-vindo Ilha da Imaginação, uma produção despretensiosa, dirigida por cineastas praticamente estreantes (Jennifer Flacket e Mark Levin), mas que conseguiu arrecadar quase US$ 50 milhões nas bilheterias norte-americanas.

    A trama gira em torno da garotinha Nim (Abigail Bresling) e seu pai, Jack (Gerard Butler, de 300), os dois únicos habitantes de uma ilha desconhecida, perdida em algum lugar do Pacífico Sul. Jack é um cientista que prefere o isolamento e o contato com a natureza para desenvolver suas pesquisas. Embora seu laboratório na ilha seja equipado com internet, rádio e suprimentos recebidos periodicamente, não há mais nenhum humano no lugar além dele e da filha. Por meio de uma sucessão de fatos improváveis que só o cinema sabe mostrar com credibilidade, as vidas de Jack e Nim acabam se cruzando com a de Alexandra (Jodie Foster), uma escritora de livros de aventuras que também vive isolada, porém, de outra forma: ela sofre de agorafobia e não tem coragem de sair de sua bela casa, em São Francisco.

    Estes três personagens, cada um "ilhado" à sua maneira, se envolverão em grandes aventuras que propõem com mote principal "que cada um seja o herói de sua história". Algo como tomar as rédeas da própria existência.

    Jodie Foster, surpreendente num papel cômico, dá ao filme o grau de credibilidade que ele bem merece, fazendo de Ilha da Imaginação um programa dos mais agradáveis, simpáticos e - por que não? - inteligentes, para ser curtido por toda a família.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus