A ONDA DOS SONHOS

A ONDA DOS SONHOS

(Blue Crush)

2001 , 104 MIN.

12 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • John Stockwell

    Equipe técnica

    Roteiro: John Stockwell, Lizzy Weiss

    Produção: Brian Grazer, Karen Kehela

    Fotografia: David Hennings

    Trilha Sonora: Paul Haslinger

    Estúdio: Imagine Entertainment, Universal Pictures

    Elenco

    Chris Taloa, Kala Alexander, Kate Bosworth, Kaupena Miranda, Matthew Davis, Michelle Rodriguez, Mika Boorem, Ruben Tejada, Sanoe Lake

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Depois de dirigir o fraco Gostosa Loucura, o cineasta John Stockwell se sai muito melhor com seu novo trabalho - A Onda do Sonhos -, filme assumidamente direcionado para o adolescente. E engana-se quem pensa que direcionar um filme para o público jovem significa necessariamente nivelar o resultado por baixo. A Onda dos Sonhos é ágil, tem um alto nível de produção e consegue prender a atenção até de quem não é fanático pelo esporte. Mesmo contando uma história classicamente "arroz com feijão".

    Tudo se passa no Havaí, onde Anne Marie (Kate Bosworth, de O Encantador de Cavalos e Duelo de Titãs) divide sua vida entre a paixão pelo surfe e o seu trabalho de arrumadeira num hotel de luxo. Enquanto tenta superar o trauma de um antigo acidente, ela se apaixona pelo jogador de futebol americano Matt (Matthew Davis, de Legalmente Loira) e ainda encontra tempo para cuidar da irmã mais nova. É em meio a este agitado cotidiano que Anne Marie curte um sonho que parece impossível: vencer o Pipeline, um importante campeonato de surfe com ondas gigantescas.

    A diferença deste para outros filmes rotulados como "Sessão da Tarde" é que A Onda Perfeita não subestima a inteligência da platéia. Os personagens são bem construídos, humanos, sem heróis perfeitos nem vilões perversos, apenas gente comum em busca de seus sonhos e da própria sobrevivência num universo competitivo. E, além disso, as imagens de surfe são impressionantes. Tudo muito simples e digno.

    Um bom entretenimento.

    16 de janeiro de 2003
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus