A SEREIA DO MISSISSIPI

A SEREIA DO MISSISSIPI

(La Sirène du Mississippi)

1969 , 120 MIN.

12 anos

Gênero: Suspense

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • François Truffaut

    Equipe técnica

    Roteiro: François Truffaut

    Produção: Marcel Berbert

    Fotografia: Denys Clerval

    Trilha Sonora: Antoine Duhamel

    Estúdio: Films Du Carrosse, Les Productions Artistes Associés, Produzioni Associate Delphos

    Elenco

    Catherine Deneuve, Jean-Paul Belmondo, Marcel Berbert, Martine Ferrière, Michel Bouquet, Nelly Borgeaud, Roland Thénot, Yves Drouhet

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    François Truffaut no roteiro e na direção. Catherine Deneuve e Jean Paul Belmondo nos papéis principais. Para quem gosta de cinema francês antigo, o programa é imperdível. Reestréia neste fim de semana, em cópias novas e restauradas, um dos grandes clássicos que Truffaut dirigiu nos anos 60: A Sereia do Mississipi.

    A trama enfoca Louis (Belmondo), um industrial que publica anúncios em jornal em busca da esposa ideal. Ele acaba conhecendo Julie (Deneuve), mulher que, embora belíssima, não corresponde às fotos que ele havia recebido pelo correio. Mesmo assim, entre mentiras e subterfúgios, o casamento acontece. E o arrependimento não tardará.

    A história parece familiar? E é. Truffaut adaptou o roteiro de A Sereia do Mississipi a partir do livro de William Irish. Exatamente a mesma obra que deu origem, no ano passado, ao filme Pecado Original, estrelado por Antonio Banderas e Angelina Jolie. Mas os pontos em comum entre estes dois filmes páram por aí. A direção de Truffaut é contida e intimista, em nada lembrando o folhetim romântico vivido por Banderas.

    Com belas locações em ilhas do Oceano Índico, A Sereia do Mississipi é programa garantido para nostálgicos e fãs de Truffaut.

    14 de fevereiro de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus