A SOGRA

A SOGRA

(Monster-in-Law)

2005 , 93 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia Romântica

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Robert Luketic

    Equipe técnica

    Roteiro: Anya Kochoff, Richard LaGravenese

    Produção: Chris Bender, J. C. Spink, Julio Caro, Magnus Kim, Paula Weinstein, Richard Brener

    Fotografia: Russell Carpenter

    Estúdio: Avery Pix, Bender-Spink Inc, New Line Cinema

    Elenco

    Jane Fonda, Jennifer Lopez, Jimmy Jean-Louis, Lorenzo Caccialanza, Michael Vartan, Monica Guiza, Wanda Sykes, Will Arnett

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Se eu pudesse classificar os filmes, talvez um dos critérios que inventaria seria: "mudou ou não minha vida". A Sogra é daqueles que não fazem diferença alguma. Veja bem, não há nada de condenável nesse tipo de produção. O filme é uma comédia e cumpre com o prometido: fazer com que o espectador ria. Apesar de algumas (talvez demais) piadas sem graça, o filme ainda é capaz de reservar bons momentos, geralmente relacionados com o personagem de Jane Fonda e sua assistente Ruby (Wanda Sykes), uma dupla que tem muito mais graça do que o casal protagonista.

    A eterna Barbarella, que não fazia um filme há 15 anos, volta com tudo na arte da interpretação ao roubar a cena. O que deveria ser um filme sobre uma jovem que tem problemas com sua sogra acaba se tornando um filme sobre a sogra que quer tirar a nora da jogada. Fonda interpreta Viola Fields, famosa repórter de TV que é obrigada a se aposentar depois de atacar, no ar, uma cantora juvenil. Mal sabe ela que a aposentadoria é fichinha perto do que está acontecendo: seu filho único está apaixonado. Ele é Kevin (Michael Vartan, da série Alias), possuidor da trilogia de qualidades que quase toda sogra (e moça casadoira) deseja: é rico, bonito e bem-sucedido profissionalmente. Claro, para toda comédia ser engraçada, tem o tradicional "porém". E, neste caso, entra a sogra do título.

    Viola mima seu filho e não está nada satisfeita em saber que ele quer se casar com a "trabalhadora temporária", como ela mesma diz, Charlie (Jennifer Lopez). Quando sai da clínica de desintoxicação após o ataque nervoso, Viola deve encarar que Kevin está crescendo e vai se casar. Com uma noiva que ela não acredita ser a ideal. Acostumada a criá-lo sozinha, tem dificuldades em assumir que agora o independente é ele. Inconformada, a jornalista faz de tudo para arruinar o casamento, nem que seja apelando para os golpes mais baixos.

    A história de A Sogra não é criativa. As piadas também não. Mas vale investir no ingresso pela interpretação de Jane Fonda.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus