ACONTECE NAS MELHORES FAMÍLIAS

ACONTECE NAS MELHORES FAMÍLIAS

(It Runs in the Family/ A Few Good Years)

2003 , 109 MIN.

14 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Fred Schepisi

    Equipe técnica

    Roteiro: Jesse Wigutow

    Produção: Marcy Drogin, Michael Douglas

    Fotografia: Ian Baker

    Estúdio: Further Films

    Elenco

    Bernadette Peters, Cameron Douglas, Colman Domingo, Diana Douglas, Kirk Douglas, Michael Douglas, Michelle Monaghan, Rory Culkin, Sarita Choudhury

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Que delícia ver um filme todo protagonizado pela família Douglas (Kirk, Michael & Companhia Limitada). Bom, pelo menos eu achei uma delícia. Os Estados Unidos inteiros discordam de mim. Lá, a comédia dramática Acontece nas Melhores Famílias foi um gigantesco fracasso de bilheteria, arrecadando pouco mais que ralos US$ 7 milhões. Azar dos habitantes da terra de Bush. Quem se dispuser a ver o filme de coração aberto certamente vai curtir.

    Dirigido pelo australiano Fred Schepisi (o mesmo de A Casa da Rússia), Acontece nas Melhores Famílias reúne três gerações da fictícia família Gromberg, com tudo o que as famílias normalmente (e anormalmente também) têm direito: risos, alegrias, choros, brigas, tristezas, rancores, amores.

    Mitchell Gromberg (Kirk Douglas) é o velho patriarca, sócio aposentado de um dos mais importantes escritórios de advocacia de Nova York. Sua dedicada esposa Evelyn (Diana Douglas) é o seu porto seguro emocional, um eixo de racionalidade que evita as explosões sentimentais e ainda serve de pacificadora entre Mitchell e o filho mais velho Alex (Michael Douglas), um advogado sem muita paciência com o pai. A esposa de Alex, Rebecca (Bernadette Peters), é uma psicóloga em busca do equilíbrio em sua vida profissional, no casamento e na educação dos filhos. Asher (Cameron Douglas), o filho mais velho, é um estudante rebelde com dificuldades para lidar com a vida, o amor e o sexo. E Eli (Rory Culkin), filho de 11 anos de Alex, talvez tenha mais maturidade que toda a família junta. Pronto. Está armado o circo para um grande painel sobre o tipo mais complicado de relações que a Humanidade já conheceu: as familiares.

    Filmes sobre este tema geralmente rendem bons resultados. Principalmente para quem tem família. E como se diz popularmente, todas as famílias são iguais, variando apenas o endereço. Neste caso, os Grombergs são privilegiados, já que moram de forma nobre e rica na sofisticada Nova York. O resto é praticamente igual a todas as outras famílias do mundo.

    Talvez o ponto alto do filme resida no fato dele ter sido protagonizado por uma família de verdade. Além dos consagrados Kirk e Michael - pai e filho na vida real - o elenco também traz outros membros do clã Douglas, como o jovem Cameron, filho de Michael e neto de Kirk, e Diana Douglas, mãe de Michael, e primeira ex-esposa de Kirk. Fechando o elenco principal, aparecem ainda Bernadette Peters e Rory Culkin, o irmão mais novo de Macaulay Culkin. Mas isso já é uma outra família, que fica para uma outra crítica.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus