ALTA FIDELIDADE

ALTA FIDELIDADE

(High Fidelity)

2000 , 113 MIN.

14 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Stephen Frears

    Equipe técnica

    Roteiro: D. V. DeVincentis, Scott Rosenberg

    Produção: D. V. DeVincentis, Rudd Simmons, Tim Bevan

    Fotografia: Seamus McGarvey

    Trilha Sonora: Howard Shore

    Estúdio: Touchstone Pictures

    Elenco

    Catherine Zeta-Jones, Iben Hjejle, Jack Black, Joan Cusack, Joelle Carter, John Cusack, Lili Taylor, Lisa Bonet, Natasha Gregson Wagner, Sara Gilbert, Todd Louiso

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    O típico sarcasmo inglês adaptado para a realidade americana. Assim pode ser definido o filme Alta Fidelidade, uma produção - não por acaso - rateada entre Inglaterra e EUA. O filme é baseado no livro do escritor britânico Nick Hornby, que tem colecionado ótimas críticas no mercado editorial.

    A história mostra a crise existencial (existe tema mais europeu?) de Rob (John Cusack, sempre convincente), um rapaz apaixonado por música, dono de uma loja de discos antigos, mas que anda bem descontente com a própria vida. Logo na primeira cena, a namorada o abandona, e ele começa a "passar a limpo" as memórias de seus fracassos amorosos anteriores. Aliás, Rob tem a mania de passar tudo a limpo, e não se cansa de formular - de maneira quase obsessiva - as suas listas dos "cinco mais". Cinco mais o quê? Qualquer coisa. As cinco melhores canções de amor de todos os tempos, os cinco foras das cinco namoradas mais importantes, os cinco piores isso, os cinco piores aquilo... Uma espécie de compulsão incontrolável de estar sempre organizando e re-organizando sua vida, seus conceitos (e seus discos) para, assim, não se ver obrigado a arregaçar as mangas e efetivamente agir em busca de uma realidade melhor.

    Dirigido pelo inglês Stephen Frears (Minha Adorável Lavanderia, Ligações Perigosas), Alta Fidelidade está longe de ser um dos cinco melhores filmes do ano. Mas é um bom entretenimento. Simples, inteligente e de humor refinado.
    No elenco, a dinamarquesa Iben Hjejle (a prostituta de Mifune), a irmã de John Cusack, Joan, além de participações especiais de Tim Robbins e do roqueiro Bruce Springsteen.


    23 de outubro de 2000
    ------------------------------------
    Celso Sabadin é jornalista especializado em cinema desde 1980. Atualmente é crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão e do Canal 21. Às sextas-feiras é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus