AMARCORD

AMARCORD

(Amarcord)

1973 , 127 MIN.

14 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Federico Fellini

    Equipe técnica

    Roteiro: Federico Fellini, Tonino Guerra

    Produção: Franco Cristaldi

    Fotografia: Giuseppe Rotunno

    Trilha Sonora: Nino Rota

    Elenco

    Armando Brancia, Bruno Zanin, Ciccio Ingrassia, Ferruccio Brembilla, Gianfilippo Carcano, Giuseppe Ianigro, Josiane Tanzilli, Luigi Rossi, Magali Noël, Maria Antonietta Beluzzi, Nando Orfei, Pupella Maggio

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    É uma festa para os sentidos: reestréia no Brasil o delicioso Amarcord, um dos melhores filmes de Federico Fellini. Produzido em 1973 e vencedor de vários prêmios internacionais (entre eles o Oscar de filme estrangeiro), Amarcord é uma divertida e emocionada visita de Fellini à sua própria infância. A palavra vem de um dialeto italiano e significa “Eu me Recordo”, o que já dá o tom da narrativa: as reminiscências do cineasta, quando criança, na sua pequena cidade natal, Rimini.

    Com incrível fluência cinematográfica, Fellini faz desfilar pela tela os tipos e os fatos mais incríveis que marcaram a sua juventude. A prepotência dos fascistas, a generosa Gradisca (Magali Noel vivendo um dos personagens mais inesquecíveis do cinema), as molecagens de garoto, as mulheres enormes que marcaram toda a obra do cineasta, o avô que só pensa em sexo e – provavelmente no momento mais emocionante do filme – a majestosa passagem do transatlântico Rex. Tudo isso embalado pela deliciosa e onírica trilha sonora de Nino Rota, grande colaborador de Fellini.

    O filme influenciou fortemente Woody Allen que realizou o seu ótimo A Era do Rádio praticamente nos mesmos moldes do trabalho de Fellini. Ver ou rever Amarcord na tela grande é uma experiência cinematográfica que nenhum cinéfilo deve deixar de fazer.

    9 de janeiro de 2003
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus