ANTES DE PARTIR

ANTES DE PARTIR

(The Bucket List)

2007 , 97 MIN.

10 anos

Gênero: Drama

Estréia: 22/02/2008

página inicial do filme
  • Onde assistir

    Programação

  • Ficha técnica

    Direção

    • Rob Reiner

    Equipe técnica

    Roteiro: Justin Zackham

    Produção: Alan Greisman, Craig Zadan, Neil Meron, Rob Reiner

    Fotografia: John Schwartzman

    Trilha Sonora: Marc Shaiman

    Distribuidora: Warner Bros

    Elenco

    Alfonso Freeman, Christopher Stapleton, Hugh B. Holub, Ian Anthony Dale, Jack Nicholson, Morgan Freeman, Richard McGonagle, Rob Morrow, Sean Hayes, Serena Reeder

  • Crítica

    22/02/2008 00h00

    Um filme que conta com atuações de Jack Nicholson e Morgan Freeman já merece ser visto. A não ser que eles estivessem passando por uma fase na carreira que só poderia ser explicada por uma lobotomia ou um agente que passou por uma lobotomia. E, acredite, não é este o caso.

    Em Antes de Partir, a dupla veterana de atores interpreta personagens que, a princípio, são completamente opostos. Nicholson é Edward Cole. Rico e extravagante, ele é dono de uma rede de hospitais. Ele passou sua vida colecionando mais desafetos do que amigos e, no momento em que se encontra com os dias contados no leito de um de seus hospitais, o único que lhe faz companhia é seu assistente Thomas (Sean Hayes). Cole divide o quarto com Carter Chambers (Freeman). Casado com uma mulher durante toda a sua vida, o mecânico dedicou-se somente à sua família nos últimos anos. No momento em que nota que sua vida está chegando a um fim, percebe que há muitas coisas que ainda não fez.

    A dupla nada convencional acaba se unindo para partir a uma verdadeira volta ao mundo - financiada por Edward, claro - para "tirar o atraso". Eles andam de moto na Muralha da China, praticam skydiving, safári e um monte de atividades que qualquer pessoa adoraria. Especialmente quando percebe que a morte está mais perto do que imaginamos durante toda a vida. Afinal, se eles não erma amigos no começo do filme, acaba, criando laços não somente por passarem tanto tempo juntos, mas, principalmente, porque, perante a morte, ninguém é especial demais.

    A idéia de Antes de Partir não é das mais originais, mas a forma como ela é desenvolvida faz com que o espectador seja envolvido. Freeman e Nicholson apresentam uma química única na tela. Inclusive, Nicholson está no tipo de papel que sabe interpretar muito bem: o do homem ranzinza, como em Melhor É Impossível. Ao mesmo tempo, Sean Hayes - o hilário Jack do seriado Will & Grace - desempenha muito bem o papel do personagem que harmoniza a relação dos dois protagonistas. Os diálogos que seu personagem tem com Edward são sensacionais. Apesar do argumento ser baseado numa situação difícil, que renderia dramas homéricos, Antes de Partir segue outra linha e transforma a tristeza em sorrisos.

    Dirigido por Rob Reiner (Dizem Por Aí..., Harry e Sally - Feitos Um Para O Outro), Antes de Partir dosa muito bem os elementos dramáticos aos de comédia. Ou seja, o longa faz o espectador rir e chorar nas horas certas, emocionando de forma honesta. Não é genial, muito menos entrará para a história do cinema. E nem precisa de tudo isso. O filme cumpre seu objetivo ao tocar o público, que deve sair da sala de projeção com lágrimas dos olhos e um sorriso nos lábios.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus