Antes do Inverno

ANTES DO INVERNO

(Avant l'hiver)

2013 , 102 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 12/06/2014

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Philippe Claudel

    Equipe técnica

    Roteiro: Philippe Claudel

    Produção: Jani Thiltges, Romain Rojtman, Yves Marmion

    Fotografia: Denis Lenoir

    Trilha Sonora: André Dziezuk

    Estúdio: France 3 Cinéma, Les films du 24, Samsa Film

    Montador: Elisa Aboulker

    Distribuidora: Europa Filmes

    Elenco

    Anne Metzler, Annette Schlechter, Daniel Auteuil, Jean-François Wolff, Jérôme Varanfrain, Kristin Scott Thomas, Laure Killing, Laurent Claret, Leïla Bekhti, Richard Berry, Vicky Krieps

  • Crítica

    10/06/2014 20h02

    Esse é um filme francês com dinâmica típica de produção francesa, ou seja, o desenrolar de sua trama não é pressuroso e nos convida a conhecer seus personagens aos poucos, nas minudências de suas ações.

    Mas filmes contemplativos, desses que se demoram mais sobre os personagens, precisam de estofo para preencher o espaço entre abertura e desfecho. E fato é que Antes do Inverno passa bom tempo enchendo linguiça para chegar a um the end pouco recompensador.

    Dirigido por Philippe Claudel (do bom Há Quanto Tempo que te Amo), o longa narra a história de um neurocirurgião de meia-idade, Paul (Daniel Auteuil), que aparentemente não tem do que reclamar da vida: é bem-sucedido, rico, mora numa mansão-cenário e tem uma bela esposa, Lucie (Kristin Scott Thomas).

    Ela é uma dona de casa entediada que passa o tempo tomando vinho, organizando jantares e cuidando do jardim da mansão. A rotina dele, por outro lado, se resume ao trabalho e partidas de tênis com o sócio.

    A vida serena de Paul começa a mudar quando ele é reconhecido num café pela atendente, que diz ter sido sua ex-paciente. Ele não lembra dela, mas não dá maior atenção a isso.

    Paralelamente, ele passa a receber buquês de flores quase todos os dias em sua casa e os encontros supostamente casuais com a moça do Café começam a não lhe parecer tão acidentais assim.

    A garçonete de nome Lou (Leïla Bekhti) e as rosas de origem desconhecida começam a tirar Paul de sua confortável e monótona zona de conforto. Não só ele, mas sua mulher, que acredita que seu marido está tendo um caso. algo não tão dramático para um francês.

    A partir daqui o embromation ganha força e o filme vai perdendo a dele. E a instabilidade do roteiro acaba se refletindo nas atuações. Mesmo Auteuil e Kristin, duas feras, acabam transmitindo a insegurança de não saberem ao certo em que ponto da escala dramática os personagens estão.

    Antes do Inverno pretendia falar da angustia existencial burguesa e da crise da meia-idade, mas no fim das contas não consegue explorar nenhum dos temas a contento. Depois de muito taxiar, taxiar, termina frustrando por nunca de fato decolar. E o final, que podia ser a redenção, termina sendo conclusão débil.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus