ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO

ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO

(Before the Devil Knows You're Dead)

2007 , 117 MIN.

16 anos

Gênero: Suspense

Estréia: 06/06/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Sidney Lumet

    Equipe técnica

    Roteiro: Kelly Masterson

    Produção: Brian Linse, Michael Cerenzie, Paul Parmar, William S. Gilmore

    Fotografia: Ron Fortunato

    Trilha Sonora: Carter Burwell

    Elenco

    Albert Finney, Aleksa Palladino, Alex Emanuel, Amy Ryan, Blaine Horton, Brían F. O'Byrne, Ethan Hawke, Jack Fitz Rosemary Harris, Lee Wilkoff, Leonardo Cimino, Megan Byrne, Michael Shannon, Paul Butler, Philip Seymour Hoffman, Sarah Livingston

  • Crítica

    06/06/2008 00h00

    Sérpico, Rede de Intrigas, Um Dia de Cão... Os fãs da sétima arte - principalmente os mais quarentões - sabem que estes três filmes são fundamentais para quem quiser entender o cinema dos anos 70. Detalhe: todos foram dirigidos por Sidney Lumet. Agora, a boa notícia: aos 84 anos, Lumet prova que está em plena forma ao dirigir o excelente Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto.

    Tenso da primeira à última cena, o filme começa mostrando um assalto a uma joalheria. A princípio, um roubo corriqueiro, como tantas vezes o cinema já mostrou. Porém, tudo sai errado, há um tiroteio e a rapidez da ação não permite que o espectador - pelo menos neste momento - identifique exatamente a gravidade da situação. Sem querer estragar as surpresas, logo o excelente roteiro de Kelly Masterson (nome de certo destaque no teatro, mas estreando no cinema com este filme) apresenta os personagens que comandarão a trama: os irmãos Andy e Hank. O divorciado Hank (Ethan Hawke), aparentemente o mais instável, precisa de dinheiro para pagar a pensão de seu filho. Enquanto Andy (Philip Seymour Hoffman), supostamente o mais equilibrado, tem um plano teoricamente infalível para que seu irmão menor levante a grana. E é melhor não dizer mais nada.

    Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto destila uma fortíssima dose de tensão familiar que cresce a cada momento, tornando-se praticamente insuportável até o seu final. Trabalhando elementos como culpa, arrependimento e uma dor profunda, o filme é ancorado por um elenco estupendo, que, além dos ótimos Hawke e Hoffman, ainda traz um perfeito Albert Finney (Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas) e uma Marisa Tomei renascida das cinzas após a "maldição do Oscar" que ganhou com Meu Primo Vinny.

    Ainda que sua trama tenha vários pontos em comum com o recente O Sonho de Cassandra, o filme de Lumet é muito mais radical e visceral que o de Woody Allen. Cruel e sem concessões, certamente não é filme para grandes públicos (faturou pouco mais de US$ 7 milhões nos EUA), mas recebeu aplausos, indicações e premiações em diversas associações de críticos.

    O fã de cinema não deve perder.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus