AS CRÔNICAS DE NÁRNIA: PRÍNCIPE CASPIAN

AS CRÔNICAS DE NÁRNIA: PRÍNCIPE CASPIAN

(The Chronicles of Narnia: Prince Caspian)

2008 , 150 MIN.

10 anos

Gênero: Aventura

Estréia: 30/05/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Andrew Adamson

    Equipe técnica

    Roteiro: Andrew Adamson, Christopher Markus, Stephen McFeely

    Produção: Andrew Adamson, Mark Johnson, Philip Steuer

    Fotografia: Karl Walter Lindenlaub

    Trilha Sonora: Harry Gregson-Williams

    Estúdio: Ozumi Films, Propeler Film, Silverbell Films, Stillking Films, Walden Media, Walt Disney Pictures

    Elenco

    Adam Valdez, Alicia Borrachero, Alina Phelan, Anna Popplewell, Ashley Jones, Ben Barnes, Carlos Silva Da Silva, Cornell John, Curtis Matthew, Damián Alcázar, David Bowles, David Mottl, David Walliams, Douglas Gresham, Eddie Izzard, Ephraim Goldin, Georgie Henley, Gomez Sandoval, Hana Frejková, Harry Gregson-Williams, Isaac Bell, Jack Walley, Jan Pavel Filipensky, John Bach, Joseph Moore, Josh Campbell, Juan Diego Montoya Garcia, Karolina Matouskova, Ken Stott, Klára Issová, Kristina Madericova, Lejla Abbasová, Liam Neeson, Lucie Solarova, Mana Hira Davis, Marcus O'Donovan, Michaela Dvorska, Peter Dinklage, Pierfrancesco Favino, Predrag Bjelac, Sergio Castellitto, Shane Rangi, Sim Evan-Jones (voz), Simón Andreu, Skandar Keynes, Tilda Swinton, Vincent Grass, Warwick Davis, William Moseley, Winham Hammond, Yemi Akinyemi

  • Crítica

    30/05/2008 00h00

    Continuação de As Crônicas de Nárnia: O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa, de 2005, Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian é muito adulto do que o longa anterior. Baseado no quarto livro da série escrita por C.S. Lewis, o longa leva os irmãos Pevensie novamente às mágicas terras de Nárnia, dando um salto de 1.300 anos narnianos na história após a volta dos Pevensie à Inglaterra, ocorrida no filme anterior.

    Em Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian - novamente dirigido por Andrew Adamson, o mesmo diretor do primeiro longa -, Pedro (William Moseley), Susana (Anna Popplewell), Lúcia (Georgie Henley) e Edmundo (Skandar Keynes) seguiram com suas vidas, mas os reis de Nárnia são convocados novamente ao reino para salvar seu povo do domínio dos telmarinos.

    Lá, eles se dão conta que a situação no reino é mais tensa do que imaginavam. Durante sua ausência, a Era de Ouro de Nárnia foi extinta, o reino foi conquistado pelos telmarines e agora está sob o domínio do maligno rei Miraz (Sergio Castellitto). Mas é claro que suas aptidões nobres são essenciais para que eles façam diferença na luta de Nárnia pela sua independência. Pedro, o mais velho, é exímio espadachim, assim como Edmundo; Susana e boa no arco e flecha e a mais jovem, Lúcia, tem para oferecer a inocência ainda presente em sua alma infantil, diferentemente dos irmãos, mais maduros. Eles contam com a ajuda do sobrinho de Miraz e autêntico herdeiro do trono, o príncipe Caspian do título - vivido por Ben Barnes - para lutar por Nárnia.

    Por abordar assuntos mais pesados, como a guerra travada entre a população cheia de seres fantásticos e animais falantes de Nárnia contra os telmarinos, este segundo filme da série é mais bruto e cruel. A trama funciona como uma metáfora à própria adolescência, fase na qual as pessoas descobrem o mundo adulto, abandonando as crenças e a inocência da infância. Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian representa um amadurecimento da série, se comparado ao primeiro filme. Talvez o amadurecimento tenha ocorrido de forma abrupta demais, ocasionada pelo fato do roteiro ser inspirado no quarto livro escrito por Lewis. Ou seja, muita coisa aconteceu nos dois livros do autor que não viraram filme. A direção de arte e fotografia soa mais duros e sombrios, refletindo o momento no qual se encontra a saga.

    Ao mesmo tempo em que a trama amadurece e fica mais obscura e violenta, o mesmo ocorre com os personagens, com a adição de um importante elemento nesta nova aventura, o príncipe Caspian. Ainda com efeitos especiais grandiosos e boa construção dos personagens fantasiosos imaginados por C.S. Lewis em sua obra literária, Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian destina-se a um público mais adulto do que a primeira aventura, tendo amadurecido junto com os espectadores que apreciaram o primeiro longa.

    Em tempo: já está programada para 2010 a estréia de The Chronicles of Narnia: The Voyage of the Dawn Treader que, sob a direção de Michael Apted - de filmes mais adultos, como Medidas Extremas (1996) e Nell (1994) - mostrará a volta de Edmundo e Lúcia a Nárnia.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus