AS DAMAS DE FERRO

AS DAMAS DE FERRO

(Satree-lex/ The Iron Ladies)

2000 , 104 MIN.

18 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Yongyoot Thongkongtoon

    Equipe técnica

    Estúdio: Tai Entertainment

    Elenco

    Chaicharn Nimpulsawasdi, Ekachai Buranapanit, Giorgio Maiocchi, Jesdaporn Pholdee, Kokkorn Benjathikoon, Sahaphap Tor, Shiriohana Hongsopon

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Raridade no mercado brasileiro: a estréia de um filme tailandês. Trata-se de As Damas de Ferro, comédia premiada que narra o incrível caso real de um time de vôlei totalmente formado por gays, travestis e transexuais. A existência do time, em si, não seria exatamente extraordinária, não fosse pela grande conquista dos atletas: eles se tornaram campeões nacionais de vôlei. E competindo na liga masculina.

    Sem apelar para o estereótipo fácil, As Damas de Ferro conquistou as platéias dos festivais de temática homossexual de San Francisco e de Nova York, ganhando os prêmios de público nos dois eventos. Levou também uma menção especial no Teddy Award (competição gay paralela ao Festival de Berlim) e conseguiu a rara façanha para uma produção tailandesa de estrear nos Estados Unidos (ainda que em uma única sala), onde permaneceu em cartaz por seis meses.


    7 de maio de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus