AS DOZE ESTRELAS

AS DOZE ESTRELAS

(As Doze Estrelas)

2010 , 99 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 12/05/2011

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Luiz Alberto Pereira

    Equipe técnica

    Roteiro: Luiz Alberto Pereira

    Produção: Luiz Alberto Pereira, Sara Silveira, Tereza Landgraf

    Fotografia: Pedro Farkas

    Trilha Sonora: André Moraes

    Distribuidora: LapFilme, Polifilmes

    Elenco

    Adriana Alves, Carla Regina, Cássio Scapin, Cláudia Mello, Débora Duboc, Djin Sganzerla, Francisca Queiroz, Grabrielle Lopez, Juliana Vedovato, Leona Cavalli, Leonardo Brício, Lívia Guerra, Martha Meola, Munir Kanaan, Mylla Christie, Paula Franco, Paulo Betti, Rosanne Mulholland, Silvia Lourenço

  • Crítica

    12/05/2011 10h45

    Astrologia e novela, duas grandes paixões do brasileiro caminham juntas em As 12 Estrelas, novo filme do diretor Luis Alberto Pereira (mais conhecido no meio cinematográfico como Gal), o mesmo de Tapete Vermelho.

    O roteiro, também assinado por Gal, fala sobre o astrólogo Herculano (Leonardo Brício), contratado como consultor por uma emissora de TV que está iniciando a produção de uma novela. Sua missão será entrevistar 12 belas atrizes, cada uma de um signo zodiacal, para pesquisa de composição do elenco. Em seu percurso, Herculano encontrará não apenas as 12 mulheres mais diferentes e ensandecidas que já viu na vida, como também contará com uma ajudazinha (ou atrapalhadazinha) de ninguém menos que o próprio Destino (Paulo Betti).

    Assim como já havia feito em pelo menos dois de seus trabalhos anteriores – O Efeito Ilha e Jânio a 24 Quadros – Gal destila aqui um tipo de humor muito peculiar, muito próprio, que não raramente chega a causar estranheza em quem não está familiarizado com seu estilo. Assumindo abertamente a estética novelesca (afinal, a novela é um dos grandes temas do filme), As 12 Estrelas não tem medo de procurar o grande público ao enveredar pelo humor televisivo e pela direção de arte over, tangenciando o tosco e o ingênuo ao mesmo tempo em que cria um rede de referências a este gênero tão brasileiro de dramaturgia.

    As trabalhar com 12 situações bem diferentes entre si, quase que como 12 micro episódios, obviamente há um certo desequilíbrio no todo do filme. Mas, em contrapartida, há também o desfile de 12 belas e interessantes atrizes brasileiras, incluindo Mylla Christie, Leona Cavalli, Rosanne Mulholland, Sílvia Lourenço e Djin Sganzerla, entre outras.

    Ou você prefere Vin Diesel?

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus