ASSUNTO DE MENINAS

ASSUNTO DE MENINAS

(Lost and Delirious)

2001 , 102 MIN.

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Léa Pool

    Equipe técnica

    Roteiro: Judith Thompson

    Produção: Greg Dummett, Lorraine Richard, Louis-Philippe Rochon

    Fotografia: Pierre Gill

    Trilha Sonora: Yves Chamberland

    Elenco

    Alan Fawcett, Amy Stewart, Caroline Dhavernas, Emily VanCamp, Graham Greene, Jackie Burroughs, Jessica Paré, Luke Kirby, Mimi Kuzyk, Mischa Barton, Piper Perabo

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Não é exatamente uma novidade a realização de um filme sobre a trágica possessividade de um amor homossexual. Novidade sim talvez seja o clima repleto de elegância e dignidade que a diretora suíça Lea Pool consegue imprimir a este seu trabalho. Assunto de Meninas é, antes de tudo, um filme refinado sobre este tema tão difícil.

    Tudo começa quando Mary (a jovem Mischa Barton, com 14 anos na época das filmagens) é levada pelo seu pai para estudar num colégio interno, só para moças. Logo no primeiro dia ela conhece Victoria (Jéssica Pare) e Paulie (Piper Perabo), suas companheiras de quarto. Não demora muito para Mary perceber que suas novas colegas são muito mais do que amigas. Ingênua, Mary chega a pensar que as duas amigas estão "treinando para praticar com os garotos", quando flagra ambas se beijando calorosamente. Mas ela supera o susto e aceita amigavelmente a relação. O conflito começa quando Victoria não consegue assumir a relação com Paulie diante de seus pais e renega a namorada em troca de um romance hétero, mais "aceitável socialmente". Paulie inicia um trágico processo de destruição e autodestruição, tudo sob o calado testemunho da frágil Mary.

    O que mais chama a atenção no filme não é propriamente o seu roteiro, até certo ponto previsível. Além da já citada elegância de estilo da direção, Assunto de Meninas é notável pela perfeita atuação do trio de jovens atrizes. Respectivamente com 14, 19 e 24 anos na época das filmagens, Mischa Barton, Jessica Pare e Piper Perabo dão verdadeiros shows de interpretações, conferindo ao filme uma grande dose de credibilidade que vale o preço do ingresso.

    Uma curiosidade: Mischa já havia feito uma rápida, porém marcante, participação no suspense O Sexto Sentido, interpretando apenas por alguns segundos o fantasma de uma garota que vomita escondida debaixo da cama.

    29 de janeiro de 2003
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus