ASTERIX E OS VIKINGS

ASTERIX E OS VIKINGS

(Astérix et les Vikings)

2006 , 78 MIN.

Gênero: Animação

Estréia: 22/09/2006

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Jesper Møller, Stefan Fjeldmark

    Equipe técnica

    Roteiro: Jean-Luc Goossens, Philip Lazebnik, Stefan Fjeldmark

    Produção: Anders Mastrup, Lilian Klages

    Trilha Sonora: Alexandre Azaria

    Estúdio: M6 Films

    Elenco

    Ceará, Jacques Frantz, Mendigo, Pierre Palmade, Pierre Tchernia, Roger Carel, Sabrina Sato, Sara Forestier

  • Crítica

    22/09/2006 00h00

    Estamos no ano 50 antes de Cristo. Toda a Gália foi ocupada pelos romanos... Toda? Não! Uma aldeia povoada por irredutíveis gauleses ainda resiste ao invasor.

    É assim que começam as histórias nas histórias em quadrinhos protagonizadas pelos divertidos gauleses Asterix e Obelix, os cultuados personagens que estrelam o desenho animado Asterix e os Vikings. Nesta divertida aventura eles não têm muitos problemas com os romanos, mas sim com os vikings.

    Asterix (voz do Repórter Vesgo na versão brasileira) e seu inseparável amigo Obelix (voz de Ceará) vivem tranqüilos em sua vila entre brigas de peixes e carregamento de menires (aquelas pedras gigantes e pontudas que Obelix não tem problemas em carregar) quando recebem uma missão do chefe da aldeia, Abracourcix. Seu sobrinho adolescente Calhambix (dublado por Mendigo) está a caminho, vindo da cidade grande, para ser treinado pela dupla, que deve transformá-lo num grande guerreiro. Paralelamente, os vikings, liderados por Grossebaf, não agüentam mais invadir povoados inabitados. Por conta de um mal-entendido, eles acabam chegando à conclusão que o medo faz os homens voarem. Os destemidos lutadores, então, resolvem procurar a pessoa mais medrosa do mundo para ensiná-los como é essa sensação e, conseqüentemente, fazê-los voar a fim de conquistar mais territórios ainda. Está armada a confusão quando eles encontram nossos amigos gauleses.

    O encontro desses personagens tão peculiares e diferentes entre si resulta numa animação divertida, especialmente por conta dos diálogos e das referências, que vão desde as geringonças modernas com as quais os jovens de hoje estão habituados (como as mensagens SMS, que, nas mãos de Calhambix durante o Império Romano, são em forma de um pombo correio) até outros filmes, como Rocky - O Lutador. Notar essas referências torna-se um passatempo divertido ao espectador mais crescido, enquanto que as cores e os personagens fazem com que os pequenos também apreciem esta animação francesa.

    Só um ponto negativo: a versão dublada em português tem a turma do programa Pânico na TV. No entanto, a versão norte-americana de Asterix e os Vikings conta com vozes de atores do naipe de Paul Giamatti (A Dama na Água), Sean Astin (O Senhor dos Anéis) e Evan Rachel Wood (Aos Treze). No Brasil, estão sendo lançadas cópias dubladas e legendadas (com as vozes na versão norte-americana). Para os maiores, a segunda opção é, definitivamente, mais válida. A diversão despretensiosa é garantida para ambas as idades.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus