BOBBY

BOBBY

(Bobby)

2006 , 120 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 27/07/2007

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Emilio Estevez

    Equipe técnica

    Roteiro: Emilio Estevez

    Produção: Edward Bass, Holly Wiersma, Michel Litvak

    Fotografia: Michael Barrett

    Trilha Sonora: Mark Isham

    Estúdio: Bold Films

    Distribuidora: Imagem Filmes

    Elenco

    Anthony Hopkins, Ashton Kutcher, Christian Slater, Demi Moore, Elijah Wood, Emilio Estevez, Freddy Rodríguez, Harry Belafonte, Heather Graham, Helen Hunt, Joshua Jackson, Joy Bryant, Kip Pardue, Laurence Fishburne, Lindsay Lohan, Martin Sheen, Nick Cannon, Sharon Stone, Shia LaBeouf, Svetlana Metkina, William H. Macy

  • Crítica

    27/07/2007 00h00

    Para um filme, trabalhar com muitos personagens e histórias paralelas é uma armadilha. A construção do roteiro deve ser feita de forma meticulosa para que uma boa idéia não se transforme numa verdadeira tragédia. Para sorte do público, o ator Emilio Estevez foi muito bem-sucedido em Bobby. Assinando também a direção e o roteiro do longa-metragem de ficção, baseado numa história real que manchou para sempre a história norte-americana, Estevez destaca-se pela capacidade de interligar histórias de uma forma sensível e clara, o que é um grande mérito quando se trabalha com mais de 20 personagens, cada um com sua devida importância na história.

    Todos circulam pelo mesmo ambiente, o suntuoso hotel Ambassador, em Los Angeles. O filme acompanha os acontecimentos que envolvem 22 personagens entre os dias 4 e 5 de junho de 1968, data marcada não somente pela escolha democrática do próximo presidente dos EUA, mas, nas primeiras horas do segundo dia, pelo assassinato do senador Robert F. Kennedy. Mesclando imagens de arquivo do político às tramas desenvolvidas em torno dos personagens, Bobby constrói um painel muito pessoal em torno dessa tragédia na história norte-americana.

    Apoiado por um roteiro primoroso, Estevez tira o melhor possível de seu talentoso time de atores, formado por atores veteranos - como Laurence Fishburne (Matrix), Anthony Hopkins (Crime de Mestre), Helen Hunt (Melhor É Impossível), William H. Macy (Obrigado Por Fumar), Martin Sheen (Os Infiltrados), Sharon Stone (Alpha Dog) e Demi Moore (Protegida por um Ajo) -, sem esquecer dos jovens talentos da geraç.o hollywoodiana atual, como Elijah Wood (Uma Vida Iluminada), Lindsay Lohan (Ela é a Poderosa), Freddy Rodriguez (da excelente série A Sete Palmos) e Shia LaBeouf (Transformers). Todos os atores trazem interpretações inspiradas, o que ajuda na condução dos sensíveis dramas pelos quais passam seus personagens.

    Por meio dos discursos de Kennedy e sua posição polícia - caracterizada principalmente pelo desejo de acabar com a impopular Guerra do Vietnã -, Estevez mostra as semelhanças da ideologia do candidato com o momento atual norte-americana. Sua posição antibélica e as palavras contra a intolerância racial seguem pertinentes e atuais, mesmo quase 40 anos após sua morte. Bobby é conduzido de uma forma sentimental no tratamento das histórias dos 22 personagens e, principalmente, no retrato do hotel, tratado como o 23º elemento nesse belo panorama. Ao lado da figura de Kennedy, é o Ambassador que conduz os destinos dos protagonistas do filme à tragédia.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus