CARO SR. HORTEN

CARO SR. HORTEN

(O'Horten)

2007 , 90 MIN.

Gênero: Comédia Dramática

Estréia: 28/08/2009

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Bent Hamer

    Equipe técnica

    Roteiro: Bent Hamer

    Produção: Bent Hamer

    Fotografia: John Christian Rosenlund

    Trilha Sonora: John Erik Kaada

    Estúdio: Bulbul Films

    Elenco

    Bjarte Hjelmeland, Bjorn Floberg, Nils Gaup, Peder Anders Lohne Hamer, Per Jansen, Peter Bredal

  • Crítica

    28/08/2009 16h44

    Aos 67 anos, o reservado Odd Horten (Bård Owe) prepara-se para a sua última viagem como maquinista de trem. Solitário, ele recebe as homenagens da aposentadoria com desconfiança e até uma certa melancolia. Afinal, após décadas de serviços prestados, ele próprio já se assemelha fisicamente a uma locomotiva, com bigodes que parecem limpa trilhos e um inevitável cachimbo sempre fumaçando em seus lábios. Agora, Odd Horten terá de aprender a viver dentro de uma nova realidade: a de um ser humano indivisível, que não depende mais de sua locomotiva para seguir em frente. Mas que precisará aprender a conviver com outros seres humanos para provar a si mesmo que existe vida após a aposentadoria.

    Dirigido por Bent Hamer, o mesmo diretor de Factotum – Sem Destino, Caro Sr. Horten é uma trabalho sensível, de tempos longos e introspectivos. Um convite à reflexão com alguma dose de romantismo e saborosas pitadas de surrealismo. Uma bem-vinda viagem pelo calor dos sentimentos que fazem contraponto e se sobrepõem à gélida paisagem norueguesa.

    Belo e carinhoso, o filme foi selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes, ganhou o prêmio de Melhor Direção no Festival de Flanders, levou também os prêmios de Melhor Som e Ator Coadjuvante no Amanda Awards (Noruega) e foi o candidato norueguês ao Oscar 2009.

    Experimente.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus