Críticas

Veja o que esperar das novidades nas telonas e estreias com os comentários da nossa equipe especializada.

CARROS 3

(Cars 3, 2016)

Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela inativa Estrela inativa Estrela inativa Estrela inativa
12/07/2017 16h01
por Iara Vasconcelos

A Pixar se consagrou como um dos maiores estúdios de animação do mundo por oferecer em seus filmes a profundidade necessária, sem abandonar o lado lúdico. Por isso, espera-se sempre que suas produções atendam a certo padrão de qualidade.

Carros 2 não atingiu esse padrão, o que fez com que a notícia de um terceiro longa fosse recebida com apreensão. Felizmente, Carros 3 não é um filme ruim, mas não é realmente necessário.

Na trama, Relâmpago McQueen começa a perceber que sua hegemonia nas pistas pode estar com os dias contados com o surgimento de carros mais rápidos e potentes. Depois de sofrer um sério acidente que o deixa longe das competições por um tempo, o herói assiste a mídia decretar sua aposentadoria.

Entretanto, McQueen não é de desistir facilmente e resolve se unir a um importante empresário e dono de um centro de treinamento de última geração. Mas o contrato tem uma condição "espinhosa" que preocupa o corredor. Se perder sua competição final, ele terá que se aposentar de vez e vender sua imagem para produtos da empresa.

O longa traz uma metáfora interessante e atual: A substituição de profissionais mais velhos por outros mais novos ou até tecnologias como robôs e softwares. No caso, McQueen já é considerado um veterano, mas todo o seu legado parece pequeno perto da grandiosidade das novas máquinas, que ainda por cima são uma novidade no cenário das corridas.

Mesmo com a premissa interessante, há um problema. A Pixar busca manter a linha mais "infantil" da franquia, o que não torna o filme tão atrativo para outros públicos. A impressão que temos é que a saga não envelheceu tão bem.

Além do mais, se considerarmos o forte portfólio da Pixar, com produções como Up - Altas Aventuras, Divertida Mente e Procurando Dory, fica difícil aceitar o tom mais morno e menos desafiador desse filme.

Apesar de tudo, Carros 3 é nostálgico e seu desfecho abre precedentes para novos rumos na franquia. Ainda é incerto se haverá mais uma sequência – tudo depende da bilheteria do terceiro e da aceitação do público – mas se for mesmo uma despedida, será uma bela forma de encerrar a história de McQueen e Cia.

 

CRÍTICAS RELACIONADAS

CARROS
CARROS 2
PROCURANDO DORY
UP - ALTAS AVENTURAS
DIVERTIDA MENTE

O Mágico de Oz

Iara Vasconcelos

Redatora

Aquela que fica pelo filme e pela pipoca.

FAVORITAR

crítica NÃO FAVORITADA

COMPARTILHE:

COMENTAR

comments powered by Disqus