CELESTE E JESSE PARA SEMPRE

CELESTE E JESSE PARA SEMPRE

(Celeste and Jesse Forever)

2012 , 93 MIN.

14 anos

Gênero: Comédia Romântica

Estréia: 30/11/2012

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Lee Toland Krieger

    Equipe técnica

    Roteiro: Roshida Jones, Will McCormack

    Produção: Jennifer Todd, Lee Nelson, Suzanne Todd

    Fotografia: David Lanzenberg

    Trilha Sonora: Sunny Levine, Zach Cowie

    Estúdio: Envision Media Arts, PalmStar Entertainment, Team Todd

    Distribuidora: Sony Pictures

    Elenco

    Amanda MacLachlan, Andreas Beckett, Andy Samberg, Ari Graynor, Ashli Dowling, Chris D'Elia, Chris Messina, Chris Pine, Cristina Moody, Elijah Wood, Emma Roberts, Eric Christian Olsen, Janel Parrish, Jason Antoon, Jesse Dufault, Jessica Joffe, Joel Michaely, Jordan Berkow, Jordan Reid, Kaitlyn Bouchard, Kate Krieger, Kimmie Johnson, Lauren Sanchez, Lenny Jacobson, Louisa Kendrick, Matthew Del Negro, Matthias Steiner, Patrick Pedraza, Philip Pavel, Rafi Gavron, Rashida Jones, Rebecca Dayan, Rich Sommer, Rob Huebel, Robert Kya-Hill, Sarah Haskins, Sarah Wright, Shira Lazar, Sommer Fehmel, Sun Jae Kim, Susan T. Travers, Will McCormack, Willy Mac, Zoë Hall

  • Crítica

    25/11/2012 15h00

    Não há nada de excessivamente engraçado ou sentimental nesta comédia romântica, nada como tradicionalmente vemos por aí. E isso é ótimo, pois impede o filme de cair nas recorrentes armadilhas e clichês da maioria das produções do gênero. Celeste e Jesse para Sempre funciona porque seus protagonistas são personagens que vão se construindo aos poucos aos olhos do público. Não há aqui a tradicional urgência em torná-los simpáticos, o que acaba por convertê-los em pessoas reais aos olhos da audiência.

    Celeste e Jesse se conhecem desde a adolescência e, apesar do divórcio em curso, tentam manter a amizade como nos velhos tempos. São atenciosos e compreensíveis um com o outro e vivem fazendo brincadeiras e piadas cujo repertório - que inclui vozes ridículas - só eles apreciam.

    Enquanto a maioria dos casais divorciados mudam para lugares diferentes para lidar com o trauma da separação, eles não só continuam próximos como também fazem tudo juntos, o que gera certo estranhamento entre seus amigos, que não entendem a atitude deles. Não demorara muito, no entanto, a separação se impõe e, quando têm de levar a vida adiante longe do parceiro, é que a ficha cai.

    Rashida Jones e Andy Samberg, que interpretam o casal, são dois atores da nova geração de comediantes americanos, mas o humor em Celeste e Jesse para Sempre deriva dos personagens, seus relacionamentos e suas idiossincrasias. Mesmo experientes em comédias, a dupla consegue passar os sentimentos de aflição e tristeza exigidos dos personagens nos momentos mais dramáticos. O sofrimento é aliviado por pitadas sutis de humor muito bem acondicionadas à trama - situações embaraçosas típicas de um casal real que está passando por um fim de relacionamento.

    No elenco de apoio há diversos personagens, alguns interessantes e outros supérfluos. O destaque é Elijah Wood (o Frodo de O Senhor dos Anéis) como o melhor amigo de Celeste, Scott, que tenta bancar o amigo gay mesmo não sendo muito convincente no papel, o que resulta em diversas situações cômicas.

    Celeste e Jesse para Sempre é um filme inteligente e espirituoso, que foge da previsibilidade, tem personagens com várias camadas e sensibilidade rara de se ver em longas do famigerado e pouco criativo gênero das comédias românticas. Talvez por isso mesmo tenha dificuldade de encontrar um público específico, já que está longe de corresponder às expectativas de quem costuma consumir o trivial. Se o lugar-comum não faz sua cabeça, vá ao cinema e divirta-se com esse bom longa.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus