COISAS QUE VOCÊ PODE DIZER SÓ DE OLHAR PARA ELA

COISAS QUE VOCÊ PODE DIZER SÓ DE OLHAR PARA ELA

(Things you Can Tell Just by Looking at Her)

2000 , 110 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Rodrigo García

    Equipe técnica

    Roteiro: Rodrigo García

    Produção: Rodrigo García

    Fotografia: Emmanuel Lubezki

    Elenco

    Amy Brenneman, Calista Flockhart, Cameron Diaz, Glenn Close, Gregory Hines, Holly Hunter, Kathy Baker, Valeria Golino

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Depois de trabalhar como operador de câmera e diretor de fotografia, Rodrigo García - filho do consagrado escritor colombiano Gabriel García Marquez - estréia no roteiro e na direção cinematográfica, demonstrando um enorme talento. Até o nome de seu filme é poético: Coisas Que Você Pode Dizer Só de Olhar para Ela. Com lirismo e sensibilidade, García conta cinco histórias que não exatamente se entrelaçam, mas que se “esbarram”.

    Na primeira, uma detetive investiga a morte de uma conhecida dos tempos de escola. Na segunda, uma médica espera, angustiada, por um telefonema que nunca vem. Na terceira, uma gerente de banco começa a questionar os valores de sua vida, depois de uma intrigante conversa com uma mendiga. Na quarta, uma mulher de meia idade se sente atraída pelo seu novo vizinho, um anão. E a última mostra a dor da perda de um ser amado.

    Todas as histórias se passam em Los Angeles. Todas têm mulheres nos papéis principais. E todas – cada uma à sua maneira – enfocam a solidão. Uma solidão doída, intensa, calada, com quase nenhum desabafo. Da mesma forma, a estética do filme é calada e introspectiva. A narrativa é lenta e contemplativa, mas jamais cansativa. Pelo contrário, os suaves movimentos de câmera, a trilha sonora envolvente, as marcantes interpretações de todo o elenco (Glenn Close, Calista Flockhart, Holly Hunter, Kathy Baker, Cameron Diaz e Valeria Golino, entre outras), tudo isso faz do filme uma rara preciosidade. Um oásis de paz em meio a tantas produções alucinantes e barulhentas que tem dominado o mercado.

    Tudo na direção de García é repleto de sutilezas. Da luz aos olhares das protagonistas. Dos diálogos aos enquadramentos. Coisas Que Você Pode Dizer Só de Olhar para Ela é um filme sóbrio, dolorido, feminino, de emoções entaladas na garganta. Um trabalho que deve ser saboreado com total concentração, em que nenhum mastigar de pipoca será perdoado.

    Produzido por Jon Avnet (diretor de Tomates Verdes Fritos), Coisas Que Você Pode Dizer Só de Olhar para Ela ganhou o prêmio “Un Certain Regard”, destinado a diretores novatos, no Festival de Cannes do ano passado.

    6 de junho de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus