COMO PERDER UM HOMEM EM 10 DIAS

COMO PERDER UM HOMEM EM 10 DIAS

(How to Lose a Guy in 10 Days)

2003 , 116 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Donald Petriee

    Equipe técnica

    Roteiro: Brian Regan, Burr Steers, Kristen Buckley

    Produção: Christine Forsyth-Peters, Lynda Obst, Robert Evans

    Fotografia: John Bailey

    Trilha Sonora: David Newman

    Elenco

    Adam Goldberg, Annie Parisse, Bebe Neuwirth, Justin Peroff, Kate Hudson, Kathryn Hahn, Matthew McConaughey, Michael Michele, Robert Klein, Samantha Quan, Shalom Harlow, Thomas Lennon

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Para fazer uma boa comédia romântica, em dez lições, é necessário (1) uma dupla de protagonistas bem carismática, (2) uma historinha no mínimo bonitinha, (3) locações charmosas, (4) atores coadjuvantes bons o suficiente para servirem de "escada" ao par romântico, (5) ritmo de comédia, (6) diálogos afiados e inteligentes, (7) uma canção antiga com arranjo novo, (8) no mínimo uma cena marcante, antológica, (9) uma criança e (10) um cachorro. Não há fã de Tom Hanks e Meg Ryan que não conheça esta fórmula.

    Porém, a comédia romântica Como Perder um Homem em 10 Dias consegue falhar em nove destes dez mandamentos. Só o último item foi cumprido: sim, existe um cachorro. E feio. O resto é um desastre. Matthew McConaughey e Kate Hudson parecem nem estar no mesmo planeta, quanto mais no mesmo filme. Não há química entre eles. Os coadjuvantes são insossos, Nova York está escura, mal fotografada, feia, o ritmo é sonolento e os diálogos não têm a mínima criatividade. E a trama também não ajuda: Kate Hudson vive Andie, jornalista de uma revista feminina que aceita escrever uma matéria com o título do filme. Adepta do "jornalismo verdade" (!) ela se dispõe a conquistar um sujeito para chutá-lo em dez dias e assim fazer sua matéria com mais "experiência". Do outro lado, Matthew McConaughey é Ben, um publicitário arrogante que aceita o desafio proposto pelo seu chefe: fazer com que uma garota se apaixone por ele em dez dias. Não é preciso ser nenhum Sherlock para descobrir o final.

    O diretor Donald Petrie (de Miss Simpatia e Meu Marciano Favorito) dá uma aula de "como fazer um filme ruim em dez lições".

    15/04/2003

    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus