Costa da Morte

COSTA DA MORTE

(Costa da Morte)

2014 , 81 MIN.

Gênero: Documentário

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Lois Patiño

    Equipe técnica

    Roteiro: Lois Patiño

    Produção: Lois Patiño

    Estúdio: Zeitun Films

  • Crítica

    23/10/2014 14h30

    É impressionante pensar que Costa da Morte é o primeiro filme de Lois Patiño. A maturidade estética presente neste documentário tão sensível parece resultado de um diretor com anos de experimentação. Vencedor de vários prêmios em festivais realizados por todo mundo, a obra mostra uma bela reflexão sobre memória e paisagem, cenário da vida cotidiana dessas pessoas.

    Costa da Morte é um olhar de Patiño sobre a região em que viveu toda a vida. Situada no nordeste da Galícia, o local ganhou este nome no periodo romano após uma série de naufrágios. Não há como separar lenda e verdade nos relatos que ainda povoam o imaginário desses habiantes e são repassados por gerações. É aí que está um dos grandes destaques do longa: até que ponto este documentário nos revela a verdade sobre região? Será que esta verdade importa?

    Em cada depoimento, cada história que essas pessoas nos contam, percemos que a perpetuação dessa memória é o que o longa parece ter de mais grandioso. 

    Filmando em grandes planos gerais que privilegiam o ambiente em detrimento dos personagens, Costa da Morte fornece um retrato encantador. Esta área feita de rochas, névoas e tempestades, sujeita a condições climáticas e a influência da força da natureza, é retratada como indomável em imagens tão poéticas que é difícil não contemplar. Patinõ flerta com as artes plásticas e cria algumas cenas absolutamente brilhantes.

    Costa da Morte é misterioso, transcendental. Uma das experiências mais interessantes do gênero nos últimos tempos.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus