DESVENTURAS EM SÉRIE

DESVENTURAS EM SÉRIE

(Lemony Snicket's A Series Of Unfortunate Events)

2004 , 113 MIN.

Gênero: Aventura

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Brad Silberling

    Equipe técnica

    Roteiro: Daniel Handler, Robert Gordon

    Produção: Albie Hecht, Julia Pistor, Laurie MacDonald, Walter F. Parkes

    Fotografia: Emmanuel Lubezki

    Trilha Sonora: Thomas Newman

    Estúdio: DreamWorks SKG, Nickelodeon Movies, Paramount Pictures, Scott Rudin Productions

    Elenco

    Emily Browning, Jim Carrey, Jude Law, Kara Hoffman, Liam Aiken, Meryl Streep

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Já era o tempo em que filmes com crianças costumavam ser bobos. Parece que, finalmente, Hollywood vem percebendo isso. Seguindo o fenômeno Harry Potter (em escala bem menor), chega a versão cinematográfica da série de livros Desventuras em Série, escrita por Lemony Snicket (codinome do escritor Robert Gordon). Desventuras em Série, o filme, é uma caprichada produção que conta com a participação de atores de peso.

    O filme, que narra os acontecimentos dos três primeiros livros da série de 13 volumes, conta as tragédias dos três irmãos Klaus (Liam Aiken), Violet (Emily Browning) e o bebê Sunny (Kara Hoffman e Shelby Hoffman). Klaus gosta de ler muitos livros, de qualquer categoria, o que fez com que ele ele tenha acumulado um conhecimento fora de série para sua idade. Já Violet é a inventora da família e, sempre que amarra o laço em seu cabelo (e isso não é uma metáfora), uma idéia está por vir. Já a especialidade de Sunny é morder, apesar de não ter mais do que dez dentes na boca.

    Como foi avisado, este não é um filme sobre duendes felizes e coisas fofinhas, mas sim sobre acontecimentos trágicos na vida de três lindos órfãos. Eles começam quando seus pais são mortos em um incêndio misterioso. Sem nenhum parente próximo e incapazes de terem acesso à fortuna deixada pelos pais, o trio é obrigado a morar com o Conde Olaf (Jim Carrey), um tio distante bastante ganancioso que deseja tomar a fortuna das crianças para si. Ou melhor, um tremendo de um maluco que não mede esforços para humilhar os espertos irmãos que, apesar de sempre tentarem fugir do parente, morando com outros parentes - como o tio Monty (Billy Connolly), que cria répteis, ou a tia Josephine (Meryl Streep), que tem medo de tudo e uma obsessão pela gramática -, eles sempre são alcançados por Olaf, que usa mil e um disfarces e planos para conseguir a herança.

    Desventuras em Série é um filme que trata as crianças de forma inteligente. Inclusive, aqui, os personagens infantis são cheios de virtudes, ao contrário dos adultos que são fracos, medrosos ou ambiciosos. O conjunto estético, composto pela direção de arte, fotografia, figurinos e maquiagem (Jim Carrey está envelhecido com perfeição graças à maquiagem, que demorava três horas para ficar pronta), é de encher os olhos, unido à beleza dos irmãos Baudelaire e, também, do texto. Este é um filme infantil, sim, mas tem tudo para agradar pessoas de todas as idades. Inteligente e bonito, Desventuras em Série é daqueles filmes que valem a pena o alto preço do ingresso.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus