DIAS E NOITES

DIAS E NOITES

(Dias e Noites)

2008 , 80 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 31/10/2008

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Beto Souza

    Equipe técnica

    Roteiro: Lulu Silva Telles, Pedro Zimmermann, Rafael Dragaud

    Produção: Aletéia Selonk, Beto Rodrigues, Naura Schneider

    Fotografia: Renato Falcão

    Trilha Sonora: Guto Graça Mello

    Elenco

    Antônio Calloni, Dan Stulbach, José de Abreu, Marcela Muniz, Naura Schneider, Zé Vitor Castiel

  • Crítica

    31/10/2008 00h00

    Dirigido por Beto Souza, Dias e Noites é produzido e protagonizado por Naura Schneider, resultado de um trabalho de mais ou menos sete anos. O resultado não é dos melhores: por mais que seja importante tocar na questão da violência doméstica, a personagem principal é fraca e sem propósitos.

    Atravessando três décadas, seguimos a trajetória Clotilde (Naura), mulher passa por uma série de abusos não somente físicos, mas principalmente morais, vindos dos homens com os quais se envolve. O longa é adaptação de livro escrito por Sergio Jockymann, que, por sua vez, inspirou-se em história real para a construção da publicação.

    Apostando numa visão machista, ao invés de tentar mostrar a possível força da personagem principal, Dias e Noites mostra sua fraqueza e fragilidade. Cinematograficamente, o longa é fraco, com uma direção quase juvenil, uma montagem sem pé nem cabeça e um roteiro tão sem sentido quanto. Há lá alguns rompantes de inspiração em rápidos enquadramentos, mas, no geral, impera uma cafonice que faz rir mais do que emocionar.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus