DÍVIDA DE SANGUE (2002)

DÍVIDA DE SANGUE (2002)

(Blood Work)

2002 , 108 MIN.

14 anos

Gênero: Suspense

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Clint Eastwood

    Equipe técnica

    Roteiro: Brian Helgeland

    Produção: Clint Eastwood

    Fotografia: Tom Stern

    Trilha Sonora: Lennie Niehaus

    Estúdio: Malpaso Productions

    Elenco

    Anjelica Huston, Clint Eastwood, Dylan Walsh, Gerry Becker, Jeff Daniels, Mason Lucero, Paul Rodriguez, Rick Hoffman, Tina Lifford, Wanda De Jesus

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Os americanos chamam este tipo de filme de “whodunit”, corruptela de “who done it?” ou Quem fez? Quem faz? Quem é o culpado? Dívida de Sangue é tipicamente um “wodunit”, mas não passa disso: um joguinho pra ver quem descobre mais cedo quem é o assassino.

    Aos 72 anos, Clint Eastwood interpreta Terry McCaleb, um velho agente do FBI forçado a se aposentar por causa de um grave problema no coração. Submetido a um transplante, McCaleb fica sabendo que a doadora do seu novo coração era uma jovem que foi brutalmente assassinada por um serial killer. Intrigado, o velho tira passa a investigar o caso por conta própria, mesmo não tendo autorização para isso. A partir daí, os clichês do gênero se sucedem. Policiais novos ridicularizam o aposentado que – é claro – se vingará por meio de sua astúcia, a burocracia da polícia atravancará a busca pela verdade e há espaço até para um rápido caso de amor para o veterano transplantado. Coração novo tem destas coisas.

    Dívida de Sangue é apenas um simples entretenimento para um domingo à tarde. Bem aquém da qualidade de outros filmes dirigidos por Clint.

    1º de novembro de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus