DOCE TRAPAÇA

DOCE TRAPAÇA

(Heartbreakers)

2001 , 90 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • David Mirkin

    Equipe técnica

    Roteiro: Paul Guay, Robert Dunn, Stephen Mazur

    Produção: Irving Ong, John Davis

    Fotografia: Dean Semler

    Trilha Sonora: Danny Elfman, John Debney

    Estúdio: MGM

    Elenco

    Anne Bancroft, Carrie Fisher, Gene Hackman, Jason Lee, Jeffrey Jones, Jennifer Love Hewitt, Ray Liotta, Sigourney Weaver

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    A união dos gêneros favoritos do grande público - aventura, comédia, romance e policial - costuma render comédias bastante interessantes e divertidas. Doce Trapaça não foge à regra. Com um ótimo elenco e produção caprichada, o filme rende algumas boas risadas e é uma opção leve e sem compromisso para um fim de semana regado a cinema e pipoca.

    A trama fala de Max (Sigourney Weaver, da série Aliens) e Page (Jennifer Love Hewitt, de Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado), duas belas trambiqueiras. Uma dupla afinada formada por mãe e filha, bonitas e sensuais, que enlouquece - e empobrece - os homens. A estratégia é simples e habilidosa: Max se casa com homens ingênuos e ricos, só para se divorciar deles e posteriormente fazer um bom acordo em dinheiro. Page dá toda a cobertura necessária.
    Tudo vai bem até o dia em que elas resolvem aplicar o golpe no magnata William B. Tensy (o sempre ótimo Gene Hackman), ao mesmo tempo em que Page comete o grande erro de se apaixonar por Jack (Jason Lee, de Quase Famosos). A sociedade criminosa começa a desmoronar. Afinal, paixão, moral e consciência não combinam com os golpes e trambiques aplicados pela dupla.

    Tem início assim uma trama de humor e aventura com sabor de desenho animado. E não poderia ser diferente. O diretor do filme é David Mirkin, três vezes vencedor do Emmy como produtor executivo de Os Simpsons.

    Para quem deseja apenas um bom entretenimento na tela grande, Doce Trapaça é uma opção honesta... com o perdão do trocadilho.

    27 de agosto de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus