DUNGEONS & DRAGONS - A AVENTURA COMEÇA AGORA

DUNGEONS & DRAGONS - A AVENTURA COMEÇA AGORA

(Dungeons & Dragons)

2000 , 107 MIN.

anos

Gênero: Aventura

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Courtney Solomon

    Equipe técnica

    Roteiro: Carroll Cartwright, Topper Lilien

    Produção: Courtney Solomon, Kia Jam, Thomas M. Hammel

    Fotografia: Douglas Milsome

    Trilha Sonora: Justin Caine Burnett

    Elenco

    Bruce Payne, Dave Arneson, Jeremy Irons, Justin Whalin, Lee Arenberg, Marlon Wayans, Richard O'Brien, Thora Birch, Tom Baker

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Na era da globalização, qualquer parceria é válida. Quem poderia imaginar, alguns anos atrás, que Estados Unidos e a então comunista Tchecoslováquia se uniriam para produzir um filme de aventura juvenil? Pois nestes novos tempos, tudo é possível: EUA e República Checa levantaram US$ 35 milhões para levar às telas de cinema a aventura Dungeons & Dragons, baseada no clássico RPG homônimo que tanto sucesso faz entre a garotada, desde 1974.

    A parceria não foi feita por acaso. Afinal, nenhum cenário natural é mais convincente que a República Checa para se filmar uma história medieval e fantástica. O lugar parece ter saído de um livro de conto de fadas.
    E o roteiro – com certeza – saiu de um RPG. Veja: O Conselho dos Magos, que domina o mundo de Izmer, tem como filosofia jamais dar voz ao povo. Porém, a nova Imperatriz, a jovem Savina (Thora Birch, a Jane de Beleza Americana) propõe novas leis em que plebeus e magos terão direitos iguais. Como não poderia deixar de ser, o terrível mago do mal Profion (Jeremy Irons, desenterrando um arsenal de caretas nunca antes mostrado por ele na tela grande) discorda das idéias da princesa e passa a comandar uma conspiração contra ela. Mas, para ter sucesso, ele precisará controlar os poderosos dragões do reino.

    Para uma sessão da tarde, com muita pipoca e guaraná, o filme é ótimo. Cheio de efeitos especiais de qualidade discutível, povoado de terríveis dragões, heróis, mocinha, romance, correria, magos, enfim, uma verdadeira curtição juvenil para matinê nenhuma colocar defeito. O sempre tão reverenciado Jeremy Irons parece estar se divertindo muito vivendo o vilão histriônico. Marlon Wayans (Todo Mundo em Pânico), no papel de Snails, o ajudante do mocinho Ridely (Justin Whalin, o fotógrafo Jimmy Olsen no seriado As Novas Aventuras do Superman) é eficiente e divertido. E, além de tudo, a produção é assinada por Joel Silver, responsável por sucessos como Duro de Matar e Máquina Mortífera.

    Para curtir e se divertir muito com Dungeons & Dragons, só não vale levar o filme a sério. Aí, toda a fantasia desaba e o que era para ser apenas uma tarde agradável no multiplex acaba se transformando em aborrecimento.

    Deixe o senso crítico do lado de fora, solte seu lado adolescente e vibre com Dungeons & Dragons.

    16 de julho de 2001
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Televisão, Canal 21, Band News e Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus