EM BUSCA DE UMA NOVA CHANCE

EM BUSCA DE UMA NOVA CHANCE

(The Greatest)

2009 , 101 MIN.

16 anos

Gênero: Drama

Estréia: 18/06/2010

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Shana Feste

    Equipe técnica

    Roteiro: Shana Feste

    Produção: Aaron Kaufman, Anthony Callie, Doug Dey, Douglas Kuber, Pierce Brosnan, Ron Hartenbaum

    Fotografia: John Bailey

    Trilha Sonora: Christophe Beck

    Estúdio: Barbarian Films, Irish DreamTime

    Distribuidora: PlayArte

    Elenco

    Aaron Johnson, Cara Seymour, Carey Mulligan, Johnny Simmons, Kevin Hagan, Miles Robbins, Pierce Brosnan, Ramsey Faragallah, Susan Sarandon

  • Crítica

    17/06/2010 15h24

    Que bela estreia da diretora Shana Fest. Quem assiste Em Busca de uma Nova Chance pensa estar à frente de um filme tocado por uma diretora experiente e segura, daquelas que aprenderam a dar atenção a um ator. É um Drama com “d” maiúsculo, repleto de felizes escolhas narrativas de Feste, sofrimento e, acima de tudo, verdade.

    Verdade da dor e da perda. Do amor, do egoísmo, da solidão. Da inveja, da negação, da união. Da morte que gera vida. Fest dirige e escreve como se estivesse esculpindo um vaso de argila com emoções até a boca. Um filme que condensa e libera sentimentos, ora intenso, ora sereno.

    Em Busca de Uma Nova Chance é um capítulo na vida da família Brewer. Allen (Pierce Brosnan) é o pai, um professor de matemática, casado com Grace (Susan Sarandon). Bennett (Aaron Johnson) é o irmão mais velho, que namora com Rose (Carrey Mullingan). Ryan (Johnny Simmons) é o caçula.

    É um drama de narrativa clássica, com começo, meio e fim, que irá focar na jornada individual dessa família e de Rose. Como se portassem de uma certa maneira antes de começar o filme e, depois de um rio de acontecimentos, saíssem diferentes. O bom e velho plot educativo.

    Feste corta as gorduras de sua história. Os primeiros 20 minutos de filme nos sonega a possibilidade de respirar. A cada sequência, uma nova informação é acrescentada. Entramos na sala de cinema sem saber muito e somos laçados aos poucos. Surpresa atrás de surpresa.

    Feste inverte a apresentação dos personagens. Em vez de mostrar o ambiente, preparar o terreno para depois começar as surpresas, seu roteiro privilegia o inesperado, estabelecendo, assim, o campo minado no qual vamos pisar. Afinal, para quê “encher linguiça”?

    Mas não se faz um filme apenas com um bom roteiro. Feste conta também com a colaboração da montadora Cara Silverman (que havia editado o horrendo Paixão de Aluguel). O recurso do flashback, “carne de vaca” no cinema, é usado de maneira precisa, pontual e eficiente para recuperar o amor que florescia entre Rose e Bennett.

    Em última instância, Shana Feste deve à entrega de seus atores o tom de seu filme. Um drama que arranca lágrimas mais pela história em si do que pela manipulação. Carey Mullingan, destaque em Educação, mostra que tem um futuro promissor. A britânica guarda um mistério no olhar e uma dor que não precisa ser dita com palavras.

    Aaron Johnson, o herói de Kick-Ass – Quebrando Tudo, não tem grandes dificuldades para um papel que não exige muito. Johnny Simmons, por outro lado, traz a verdade do irmão mais novo que sempre ocupa o posto de coadjuvante.

    O inusitado está com os veteranos do elenco. Susan Sarandon, a mãe, mostra segurança ao enfrentar os momentos dramáticos do filme, ao passo que Pierce Brosnan sofre para chorar sem ter de levar as mãos ao rosto. É curioso que atrizes de meia idade com papeis de mães sofredoras geralmente são melhores do que atores de meia idade na pele de pais arrasados. Só não sei o porquê.

    Seja qual for a razão, o que importa é que Em Busca de Uma Nova Chance é um bom exemplo de como um filme extremamente triste sobre a transformação dos personagens pode emocionar sem abusar da manipulação. Que venha o próximo filme de Shana Feste, Love Don’t Let Me Down.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus