ENCONTRO DE AMOR

ENCONTRO DE AMOR

(Maid in Manhattan)

2002 , 107 MIN.

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Wayne Wang

    Equipe técnica

    Roteiro: Kevin Wade

    Produção: Deborah Schindler, Elaine Goldsmith-Thomas, Paul Schiff

    Fotografia: Karl Walter Lindenlaub

    Trilha Sonora: Alan Silvestri

    Estúdio: Revolution Studios

    Elenco

    Bob Hoskins, Chris Eigeman, Jennifer Lopez, Marissa Matrone, Natasha Richardson, Ralph Fiennes, Seth William Meier, Stanley Tucci, Tyler Posey

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Não são apenas as crianças que gostam de ver a mesma história contada e recontada várias vezes. No fundo no fundo, os adultos também são assim. Só esse gosto pela repetição pode justificar os mais de US$ 120 milhões arrecadados no mundo inteiro pela comédia romântica Encontro de Amor, estrelada pelo improvável casal Jennifer Lopez e Ralph Fiennes. Não que o filme seja ruim. Ele só é igual a dezenas de outros no mesmo gênero, dentro do estilo Cinderela do século 21 e da linha de "aceitar o diferente".

    Lopez interpreta Marisa Ventura, uma das camareiras cucarachas de um luxuoso hotel em Nova York. Tudo corre mediocremente em sua vida, até o dia em que um mal-entendido faz com que ela seja confundida com um rica hóspede. O candidato a senador Christopher (Ralph Fiennes, o eterno Paciente Inglês) se encanta com a moça, dando início a um romance teoricamente impossível. E a um filme que é uma verdadeira colcha de retalhos de outros trabalhos já realizados. De Uma Linda Mulher a Sintonia de Amor. De O Príncipe e o Mendigo até A Gata Borralheira, passando inclusive pelo recente A Onda dos Sonhos.

    Se o conteúdo não é dos melhores, a embalagem é convincente. Nova York surge na tela num cativante resplendor pós-11 de setembro, a produção é requintada e o elenco está afiado. Principalmente os coadjuvantes, capitaneados pelos ótimos Stanley Tucci (como o assessor político de Christopher) e Bob Hoskins, no papel do mordomo do hotel.

    A história foi escrita por John Hughes, um grande criador de comédias dos anos 80 e 90 (Esqueceram de Mim e Curtindo a Vida Adoidado, por exemplo), mas que ultimamente vem perdendo a magia.


    15 de abril de 2003.

    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus