ENCONTROS AO ACASO

ENCONTROS AO ACASO

(Come Early Morning)

2006 , 96 MIN.

12 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Joey Lauren Adams

    Equipe técnica

    Roteiro: Joey Lauren Adams

    Produção: Edward Bass, Holly Wiersma, Julie Yorn, Michel Litvak

    Fotografia: Tim Orr

    Trilha Sonora: Alan Brewer

    Estúdio: Bold Films

    Elenco

    Ashley Judd, Christine Renee Ward, Diane Ladd, Jeffrey Donovan, Laura Prepon, Ray McKinnon, Scott Wilson, Tim Blake Nelson, Wally Welch

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Como atriz, Joey Lauren Adams nunca foi um grande sucesso. Seu trabalho de maior destaque foi Procura-se Amy, de 1997, pelo qual ela recebeu algumas indicações e prêmios como coadjuvante. Porém, como roteirista e diretora, Joey demonstra uma grande dose de talento e sensibilidade. Seu filme de estréia nestas funções, Encontros ao Acaso foi indicado ao Prêmio Especial de Júri no badalado Sundance Festival e levou troféus em dois eventos de menor porte.

    E o filme realmente surpreende. Não exatamente pelo que acontece nele, mas pelo que "não acontece". Encontros ao Acaso tem a ousadia de propor uma narrativa lenta e introspectiva, totalmente na contramão dos sucessos recentes americanos, muito mais sintonizada com um estilo country/ reflexivo que aprendemos a amar nos anos 70. Algo como um Alice Não Mora Mais Aqui ou O Espantalho fora de época. E muito bem-vindo.

    Tudo acontece (ou "não acontece") numa pequena cidade do interior dos EUA. Há uma placa de automóvel, vista de relance, que entrega que o cenário dos fatos é o estado de Arkansas, o mesmo onde nasceu a roteirista e diretora do longa. Assim, como em muitos cantos do interior do Brasil, por ali também a cerveja parece ser a única diversão possível na cidade. É grande o tédio nas noites quentes. É neste marasmo que Lucy (Ashley Judd, excelente) tenta ocupar seu tempo e superar antigos problemas se embebedando para ir para a cama com qualquer pessoa. Na manhã seguinte, a dupla ressaca - do álcool e do sexo - faz da garota uma pessoa cada vez mais amarga.

    Ao conhecer Cal (Jeffrey Donovan), ela percebe na própria pele o fundo de poço ao qual chegou: Lucy simplesmente está anestesiada contra a possibilidade do amor verdadeiro. Tudo num tom melancólico, sublinhado pela montagem desacelerada e pelas tristes canções country entoadas por vozes chorosas.

    Encontros ao Acaso narra a saga de uma mulher em busca de si mesma. Uma aventura que se dá nos campos de batalha da alma, interna e dolorosamente. Sem tiroteios, nem perseguições de automóveis e, absoluta raridade num filme americano: sem a presença de nenhum elemento policial. Talvez por isso mesmo o filme tenha sido um estrondoso fracasso no país mais bélico do mundo: ele custou em torno de US$ 6 milhões e não rendeu sequer US$ 200 mil nas bilheterias. Azar de quem não viu: com interpretações magníficas de um elenco que reúne talentos jovens e veteranos, o filme é belíssimo.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus