ENCONTROS E DESENCONTROS (2003)

ENCONTROS E DESENCONTROS (2003)

(Lost In Translation)

2003 , 105 MIN.

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Sofia Coppola

    Equipe técnica

    Roteiro: Sofia Coppola

    Produção: Ross Katz, Sofia Coppola

    Fotografia: Lance Acord

    Trilha Sonora: Brian Reitzell, Kevin Shields, William Storkson

    Elenco

    Akiko Takeshita, Akira Yamaguchi, Bill Murray, Catherine Lambert, Scarlett Johansson

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Se em As Virgens Suicidas (1999) a então estreante Sofia Coppola mostrava cinco irmãs adolescentes à beira do caos da vida adulta, em Encontros e Desencontros a filha de Francis Ford Coppola mostra dois americanos perdidos em uma Tóquio caótica.

    Depois de uma estréia bem-sucedida na direção de um filme - desafio dobrado em se tratando da filha de um dos melhores diretores do cinema americano -, Sofia Coppola volta quatro anos depois sob uma chuva de expectativas. Apesar de terem um mesmo gancho, os dois trabalhos da diretora são bem diferentes entre si. Encontros e Desencontros é um filme mais sofisticado, mostrando um amadurecimento de Sofia.

    Agora ela conta a história de Bob (Bill Murray) e Charlotte (Scarlett Johansson, protagonista de Mundo Cão ao lado de Thora Birch), dois norte-americanos que estão no Japão por motivos diferentes. Ele é um famoso ator americano que, por US$ 2 milhões, topou estrelar a campanha publicitária de uma marca de uísque local. Charlotte, por sua vez, está em Tóquio acompanhando seu marido (Giovanni Ribisi), um fotógrafo de moda que está lá a trabalho.

    A princípio, Bob e Charlotte não se conhecem, mas vivem se encontrando no bar do luxuoso hotel onde estão hospedados. Em comum, além da nacionalidade americana, existe o fato de que eles estão completamente perdidos no meio do caos da capital japonesa. Aos poucos, eles começam a se conhecer e ser a companhia um do outro. Juntos, eles encontram um abrigo, uma forma de não se sentirem tão perdidos em meio a esse bombardeio de informações não compreendidas (vem daí o Lost In Translation do título original: é como se os americanos do filme vivessem perdidos na tradução da língua japonesa para a inglesa). Sofia, também responsável pelo roteiro, teve como inspiração uma passagem de sua vida: quando era casada com o também cineasta Spike Jonze, ela passou uma temporada no Japão enquanto acompanhava o marido a trabalho. Portanto, sabe muito bem o que se passa na cabeça de Charlotte.

    Encontros e Desencontros é um filme que trata de contrastes: perda e encontro; solidão e companhia; as culturas americana e japonesa e as diferenças dentro do país onde Bob e Charlotte tentam se encontrar.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus