ENTRE IRMÃOS

ENTRE IRMÃOS

(Brothers)

2009 , 107 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 05/03/2010

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Jim Sheridan

    Equipe técnica

    Roteiro: David Benioff

    Produção: Michael De Luca, Ryan Kavanaugh, Sigurjon Sighvatsson

    Fotografia: Frederick Elmes

    Trilha Sonora: Thomas Newman

    Estúdio: Michael De Luca Productions, Palomar Pictures, Relativity Media

    Distribuidora: Imagem Filmes

    Elenco

    Bailee Madison, Carey Mulligan, Jake Gyllenhaal, Mare Winningham, Natalie Portman, Patrick Fluger, Patrick John Flueger, Taylor Geare, Tobey Maguire

  • Crítica

    03/03/2010 16h26

    Tão acostumado a falar sobre superação, com Entre Irmãos, Jim Sheridan volta a analisar uma situação maior (o momento bélico dos Estados Unidos) a partir do reflexo dos acontecimentos na vida de três pessoas: o irmão mais velho, sua esposa e o irmão mais novo.

    Sam (Tobey Maguire) é um capitão respeitado que encara mais uma missão no Iraque e tem de se despedir da família. Grace (Natalie Portman) é sua esposa dedicada, que mantém o lar aquecido para o desenvolvimento das duas filhas. Tommy (Jake Gylenhaal) é o irmão mais novo problemático que aparece de repente na vida do casal.

    Se você já assistiu ao trailer, é provável que saiba o que vai acontecer entre os três, pois o vídeo não deixa muitos pontos de suspense. Supondo que não, ressalto uma coisa muito boa no filme: o personagem de Tobey Maguire.

    Sheridan, que se filia aos diretores que se dedicam mesmo aos atores, deve ter trabalhado lado a lado do ex-Peter Parker. Na verdade, dá atenção não apenas a ele, mas a seu personagem. Ele é o melhor desenvolvido entre os três principais, pois o diretor irlandês aposta fundo na dificuldade de um militar em se adaptar à vida civil.

    O que isso significa? Que o mais impactante de Entre Irmãos aparece quando os três personagens estão em cena ou no mesmo espaço, a casa. Cada um deles é guiado por expectativas diferentes (voltar da guerra, cuidar da família e provar inocência) e tentam sobreviver uns aos outros.

    Porém, se Sheridan se dedica a esse personagem, o roteiro de David Benioff (X-Men: Origens) não ajuda o restante do elenco. A trajetória do irmão, da esposa e do pai (Sam Shepard) são superficiais. Só nos é permitido saber que o pai é um beberrão que acha o filho irresponsável, enquanto a esposa é dedicada. Só.

    Mesmo com atuações decentes de um trio estrelar, é muito inferior a outro filme recente sobre o mesmo assunto, O Mensageiro. O que salva Entre Irmãos do limbo “mais um filme sobre guerra” é o talento do diretor irlandês em dar um olhar humano a tudo que toca, vide Terra de Sonhos, Meu Pé Esquerdo e Em Nome do Pai.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus