ENTRE SEGREDOS E MENTIRAS

ENTRE SEGREDOS E MENTIRAS

(All Good Things)

2010 ,

Gênero: Drama

Estréia: 21/10/2011

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Andrew Jarecki

    Equipe técnica

    Roteiro: Marc Smerling, Marcus Hinchey

    Produção: Andrew Jarecki, Bruna Papandrea, Marc Smerling, Michael London

    Fotografia: Michael Seresin

    Trilha Sonora: Rob Simonsen

    Distribuidora: Imagem Filmes

    Elenco

    Amelia Martin, Andy Tsay, Ashlie Atkinson, Barbara Ann Davison, Bruce Norris, Craig Walker, David Margulies, Diane Kagan, Diane Venora, Donna Bullock, Ellen Sexton, Francie Swift, Francis Guinan, Frank Langella, Glenn Fleshler, Jeong Kim, Jerry Grayson, John Cullum, Julie Moran, Kevin Cannon, Kina Bermudez, Kirsten Dunst, Kristen Wiig, Lanny Flaherty, Lázaro Pérez, Lily Rabe, Liz Stauber, Lola Pashalinski, Maggie Kiley, Marion McCorry, Mary A. Kelly, Matthew Floyd Miller, Mia Dillon, Michael Esper, Michelle Hurst, Nick Offerman, Pamela Tyson, Peter Becerra, Philip Baker Hall, Robert Clohessy, Ruel Jusi, Ryan Gosling, Socorro Santiago, Stephen Kunken, Stephen Singer, Tamara Torres, Tom Kemp, Tony Torn, Trini Alvarado, Tristan Comeau, William Jackson Harper, Zabryna Guevara, Zoe Lister Jones

  • Crítica

    20/10/2011 10h00

    Nova York, anos 70. David (Ryan Gosling, de Namorados para Sempre) se apaixona pela bela estudante Katie (Kirsten Dunst, de Melancolia) e quer se casar com ela. O que não teria problema nenhum se o rapaz não fosse herdeiro do megamilionário Sanford (Frank Langela), um empresário de moral duvidosa que não aceita o relacionamento de seu filho com alguém fora de sua poderosa rede social. David peita o pai, atitude que irá desenterrar terríveis segredos de família, com trágicas consequências.

    Baseado em fatos reais (todo mundo diz isso, mas existe fato imaginário?), Entre Segredos e Mentiras é uma boa mistura de suspense com drama familiar. Sim, é aquele filme de narrativa tradicional, que não busca nenhum tipo de inovação em termos de linguagem, mas que sabe – com as boas ferramentas que o cinema dá – segurar o espectador na poltrona até a resolução final da trama.

    O diretor Andrew Jarecki estreia no longa demonstrando habilidade na arte de deixar o público descobrir tudo aos poucos, felizmente sem se preocupar em ficar dando explicações redundantes, muito menos subestimando a percepção de quem mergulha no filme. Peca um pouco na maquiagem de envelhecimento, acerta na reconstituição de época e na direção de atores.

    Repare como a trilha sonora faz diversas brincadeiras e referências às trilhas de Psicose e Um Corpo que Cai. Será que isso acontece porque Entre Segredos e Mentiras tem um homem que se veste de mulher, um cadáver no porta malas e uma esposa desaparecida..?

    Como entretenimento de qualidade, o filme funciona muito bem.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus