ESPÍRITOS - A MORTE ESTÁ AO SEU LADO

ESPÍRITOS - A MORTE ESTÁ AO SEU LADO

(Shutter)

2004 , 105 MIN.

14 anos

Gênero: Terror

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Banjong Pisanthanakun, Parkpoom Wongpoom

    Equipe técnica

    Roteiro: Banjong Pisanthanakun, Parkpoom Wongpoom, Sopon Sukdapisit

    Produção: Yodphet Sudsawad

    Fotografia: Niramon Ross

    Trilha Sonora: Chatchai Pongprapaphan

    Elenco

    Achita Sikamana, Ananda Everingham, Natthaweeranuch Thongmee, Unnop Chanpaibool

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Não duvido da existência de pessoas mortas presentes em fotos. Só com esse ceticismo já daria para encarar Espíritos – A Morte Está ao Seu Lado com realismo, além de entretenimento. E, certamente, quem também não duvida, vai gostar ainda mais desta produção de 2004, que chega somente agora às salas nacionais. Antes tarde do que nunca.

    Dirigido por Parkpoom Wongpoom e Banjong Pisanthanakun, revelações do cinema tailandês, o filme obviamente tem, em sua estética de terror, muito mais semelhanças com o cinema asiático do que com o americano. Aqui, essa estética não está nos litros de sangue, nem nas máscaras bizarras e melequentas; está mais na perturbação psicológica, na criação do suspense pelo incomum, o sobrenatural, como também pode ser visto em Ringu (O Chamado) e Ju-On: The Grudge (O Grito). Mas, longe de ser tratado apenas como uma cópia desses filmes citados.

    A trama começa quando Tun (Ananda Everingham), um jovem fotógrafo de Bancoc, e sua namorada Jane (Natthaweeranuch Thongmee) deixam de socorrer uma mulher na estrada, após a terem atropelado. As inquietações aparecem quando Tun, em sua sala de revelação, observa espíritos e sombras misteriosas em algumas fotos tiradas por ele, durante um evento de formatura. No início, ele acha que aquilo não passa de uma simples exposição inadequada, mas, após estranhos acontecimentos e com a obsessão de Jane em descobrir a verdade, o conteúdo vai se tornando mais real e fatal do que se imaginava.

    Espíritos – A Morte Está ao Seu Lado não é o primeiro, nem será o último filme a utilizar a fotografia como método de terror. Afinal, o tema já foi abordado, por exemplo, no clássico A Profecia (1976). No entanto, o longa consegue reunir todos os grandes elementos que um filme de terror precisa, mesmo sem muitos recursos e efeitos especiais. Um roteiro bom e interessante, que mantém a atenção a todo instante e não constrói teorias exageradas ou demasiadamente místicas. E o melhor: também consegue oferecer boas doses de sustos e deixá-lo perturbado após a sessão.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus