EU ESTAVA JUSTAMENTE PENSANDO EM VOCÊ

EU ESTAVA JUSTAMENTE PENSANDO EM VOCÊ

(Comet)

2014 , 91 MIN.

16 anos

Gênero: Comédia Romântica

Estréia: 22/10/2015

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Sam Esmail

    Equipe técnica

    Roteiro: Sam Esmail

    Produção: Chad Hamilton, Lee Clay, Scott G. Stone

    Fotografia: Eric Koretz

    Trilha Sonora: Daniel Hart

    Estúdio: Anonymous Content, Fubar Films, Fubar Films FL

    Montador: Franklin Peterson

    Distribuidora: Imovision

    Elenco

    Ben Pace, Ben Scott, Connie Jackson, Derrick Dean, Emmy Rossum, Eric Winter, Geoffrey Gould, Justin Long, Kayla Servi, Lou Beatty Jr., Nicole Lucas

  • Crítica

    15/10/2015 13h39

    Por Iara Vasconcelos

    Eu Estava Justamente Pensando Em Você, estreia do diretor Sam Esmail em longas, é um daqueles filmes que consegue captar bem glórias e dores dos relacionamentos e faz isso ao mostrar a história de Dell e Kimberly, vividos por Justin Long e Emmy Rossum, ao longo de seis anos em uma estrutura não linear e com elementos fantasiosos.

    A forma como os dois se conhecem pode até ser bem clichê – durante um evento para observar a passagem de um cometa, fato que justifica o título em inglês do longa (Comet) – mas Dell e Kim estão longe de ser um casal normal, apesar de enfrentarem de enfrentar os mesmos problemas de um.

    Ele é um cara impulsivo, que sofre de transtorno de personalidade narcisista, mas que ironicamente desacredita do diagnóstico. Ela é uma das típicas Femme Fatales na pele de uma nerd sem sal que se encaixa no título de "manic pixie dream girl", já que de certa forma ela serve como um acessório para ajudar o protagonista masculino a se desenvolver emocionalmente.

    Os dois resolvem namorar sem muitas pretensões após uma aposta, mas acabam se apaixonando na mesma noite da passagem do cometa. Essa sequência inicial é intercalada com brigas do casal, discussões sobre futuro e casamento, além de brigas fervorosas pelo telefone. O desenrolar da trama sugere que ao invés de fora da ordem cronológica, essas cenas fazem parte de universos paralelos já que muitas delas sequer chegaram a acontecer de verdade e fazem parte apenas do imaginário dele.

    Eu Estava Justamente Pensando Em Você conta com ótima fotografia de Eric Koretz e direção de arte de Annie Spitz, capaz de criar belas cenas, como uma em que os dois conversam diante de um céu com dois sóis e outras situações com paisagens surreais. Entretanto, o grande vilão da obra de Sam Esmail é a irregularidade temporal, o que seria exatamente sua carta na manga. O adiamento do clímax não é feito com a mesma sutileza de obras como (500) Dias Com Ela e acaba quebrando o ritmo da narrativa. Pior, pode pegar os desavisados de jeito, fazendo com que muitos saiam da sessão sem entender nada do longa.

    Os diálogos também podem soar pedantes, de um jeito mais irritante que o nível "Woodyaliano" de fazer cinema. Aliás, o filme parece ter pegado muito mais do que os monólogos intelectuais (ou pseudo) do cineasta veterano, como o uso de um elemento místico – um desejo feito ao cometa – como determinante do destino dos personagens, outra característica de suas produções.

    Eu Estava Justamente Pensando em Você deve acabar se restringindo ao circuito menor e mais independente por sua falta de apelo comercial. Para quem curte o combo indie-romântico-trágico, o filme surge como uma opção viável.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus