EVERESTE

EVERESTE

(Everest)

2015 , 150 MIN.

14 anos

Gênero: Drama

Estréia: 24/09/2015

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Baltasar Kormákur

    Equipe técnica

    Roteiro: Justin Isbell, William Nicholson

    Produção: Brian Oliver, Eric Fellner, Evan Hayes, Liza Chasin, Nicky Kentish Barnes, Tim Bevan, Tyler Thompson

    Fotografia: Salvatore Totino

    Trilha Sonora: Dario Marianelli

    Estúdio: Chromakey-Hire.Com, Cross Creek Pictures, Free State Pictures, Universal Pictures, Walden Media, Working Title Films

    Montador: Mick Audsley

    Distribuidora: Universal Pictures

    Elenco

    Chloe-Allyn Gallacher, Chris Geden, Clive Standen, David Broughton, Elizabeth Debicki, Emily Watson, Harka Gurung, Hugh Holman, Jake Gyllenhaal, Jason Clarke, John Hawkes, Josh Brolin, Keira Knightley, Marco Flammer, Martin Henderson, Mia Goth, Michael Kelly, paul Blackwell, Robert-Anthony Artlett, Robin Wright, Sam Worthington, Sharif Islam, Siong Loong Choong, Sternkiker François, Susan Baskerville, Tim Hammersley, Tom Goodman-Hill, Vanessa Kirby, Yoon C. Joyce

  • Crítica

    23/09/2015 17h43

    Quando se ouve falar do Monte Evereste, uma das primeiras coisas que vêm na cabeça é o forte frio que as pessoas que tentam escalá-lo devem sentir, além do enorme perigo de chegar ao topo dessa que é conhecida como a maior montanha do mundo. E é justamente isso que o longa dirigido pelo islandês Baltasar Kormákur, retrata.

    Com boas atuações de um elenco renomado, Evereste é fiel ao mostrar a verdadeira história trágica dos membros da excursão de 1996, que foi atingida por uma tempestade implacável e viu todos ficarem bem próximo da morte. Por mais que o final seja previsível desde a primeira cena, o filme prende a atenção até o fim, pois consegue detalhar o drama vivido por cada um dos personagens durante a escalada.

    Mesmo tendo como base o livro do jornalista Jon Krakauer (Michael Kelly), No Ar Rarefeito, a história segue o ponto de vista de Rob Hall (Jason Clarke), um alpinista profissional que chegou ao topo do Evereste em mais de uma oportunidade. Apaixonado pelo que faz e com vontade de ajudar os outros, ele comanda uma excursão anual para levar turistas que desejam se aventurar e superar seus limites.

    Depois de deixar a esposa grávida (Keira Knightley) nos Estados Unidos, ele, um grupo de alpinistas profissionais e mais algumas pessoas sem tanta experiência em escalada partem para uma nova tentativa de colocar os pés no ponto mais alto da montanha. A partir daí, o espectador passa a conhecer melhor os personagens, incluindo os principais motivos deles se submeterem a esse tipo de situação.

    O interessante aqui é que, mesmo com Hall recebendo as principais atenções, todos os coadjuvantes são bem desenvolvidos na trama, tanto é que cada um tem o seu momento de destaque. Caso de Beck Weathers (Josh Brolin), um texano que não teme o perigo, e Scott Fischer (Jake Gyllenhaal), outro alpinista profissional que rivaliza com Hall ao liderar um novo grupo de turistas.

    Com um roteiro ágil e dinâmico, a trama foca somente no drama vivido pelos membros da fatídica excursão. Até aí tudo certo, já que isso ocorre de maneira segura e envolvente. No entanto, o longa passa por cima de outras questões importantes, como o negócio criado por Hall e seus concorrentes.

    Em certas cenas de Fischer, é possível notar que ele alimenta uma disputa nada sadia com Hall para ver quem consegue levar mais pessoas ao topo do montanha, dando a entender que a vida dos presentes não é a coisa mais importante para se pensar. A verdade é que esse assunto merecia uma atenção maior, já que permitiria a trama sair do óbvio e também instigaria o espectador a criar debates e questionamentos sobre até onde alguém pode mexer com o esforço e o limite de cada um. Infelizmente isso não acontece.

    De qualquer forma, Evereste ainda é uma boa opção de entretenimento, principalmente para quem gosta de alpinismo e não tem medo de grandes desafios. O filme chama a atenção por criar uma atmosfera que consegue captar o espírito hostil e congelante daquele que é um dos lugares mais perigosos do mundo.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus