Críticas

Veja o que esperar das novidades nas telonas e estreias com os comentários da nossa equipe especializada.

FRAGMENTADO

(Split, 2016)

Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa Estrela ativa
22/03/2017 15h03
por Iara Vasconcelos

Após decepcionar com Depois Da Terra e Fim Dos Tempos, M. Night Shyamalan volta à sua melhor forma em Fragmentado, um thriller psicológico com boas doses de suspense e elementos surpreendentes.

O filme traz um multifacetado James McAvoy se revezando entre 24 diferentes personalidades. Dentre elas, o metódico Dennis, um garoto de 9 anos chamado Hedwig e uma mulher que atende pelo nome de Patrícia.

A Dra. Karen Fletcher, que analisa o Transtorno de Identidade de Kevin (McAvoy), conseguiu detectar 23 personalidades em seu paciente, mas uma delas permanece em mistério e parece ser a mais perigosa. Isso se torna ainda mais evidente depois que Kevin sequestra três garotas e as mantém em cativeiro. Com o avançar das horas, elas ficam mais perto de conhecer a 24ª personalidade.

Essa não é a primeira vez que o Transtorno Dissociativo de Identidade (ou Transtorno de personalidade Múltipla) é abordado nos cinemas. Filmes como A Janela Secreta, As Duas Faces De Um Crime, Psicose, Clube Da Luta e o clássico O Médico E O Monstro usaram essa temática de forma bem-sucedida. Mesmo assim, a forma como os fatos se desdobram faz com que esqueçamos a premissa batida e esperemos atentos os próximos passos do protagonista.

E como esperamos! Desde as primeiras cenas, o filme mantém o tom de suspense e o comportamento imprevisível do protagonista só adiciona mais tempero ao caldeirão de expectativas.

Mesmo com o perigo de cair no lugar comum, Shyamalan consegue manter a trama original. Todas as personalidades de Kevin possuem um pano de fundo, uma explicação pautada em seu passado. O cineasta ainda toma cuidado para não taxar banalmente o personagem como um criminoso qualquer. A presença da médica que o acompanha nos ajuda a lembrar de que, apesar de tudo, Kevin continua sendo alguém cuja saúde mental precisa ser acompanhada e vigiada. Fragmentado também serve como uma grande crítica à invisibilidade que essas pessoas sofrem na sociedade.

Quanto à atuação de McAvoy, se haviam dúvidas sobre seu talento, elas ficarão por aqui. O astro camaleônico incorpora de forma única cada uma de suas "personas". Desde o olhar, os gestos das mãos, a forma de andar, a voz, tudo é executado de forma minuciosa e a dedicação ao papel é visível.

Muitos estão chamando Fragmentado de "a volta por cima" do diretor, o que não deixa de ser verdade, mas ele nunca deixou para trás o seu modus operandi, a diferença é que alguns filmes apelam mais ou menos ao público. O novo filme mostra que Shyamalan continua tendo o poder de nos deixar de unhas curtinhas ao fim da sessão. E o fator surpresa no final despertará muita euforia naqueles que conhecem seu trabalho.

CRÍTICAS RELACIONADAS

CORPO FECHADO
A VISITA
FIM DOS TEMPOS
A VILA
SINAIS
A DAMA NA ÁGUA

O Mágico de Oz

Iara Vasconcelos

Redatora

Aquela que fica pelo filme e pela pipoca.

FAVORITAR

crítica NÃO FAVORITADA

COMPARTILHE:

COMENTAR

comments powered by Disqus