ILUSÃO DE MOVIMENTO

ILUSÃO DE MOVIMENTO

(Ilusion de Movimiento)

2003 , 110 MIN.

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Hector Molina

    Equipe técnica

    Roteiro: Hector Molina

    Produção: Gustavo Postiglione

    Fotografia: Fernando Zago

    Trilha Sonora: Claudio Cardone, Gustavo Luciani, Iván Taravelli

    Estúdio: Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales (INCAA)

    Elenco

    Carlos Resta, Carolina Minella, Darío Grandinetti, Juan Rodríguez, Lucrecia Fontana, Mariana Gómez, Marina Gómez, Matías Grappa, Melina Mailhou, Tito Gómez

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Homem volta para casa e tenta recuperar o amor do filho abandonado.

    Quantos filmes que você já viu não podem ser resumidos nesta frase? Muitos. Inclusive Ilusão de Movimento, filme dirigido por Hector Molina. No entanto, ao contrário de muitos filmes argentinos que temos visto nos cinemas nos últimos anos, este não se destaca de seus semelhantes, principalmente por conta de sua irregularidade.

    O homem, no caso. É Gerardo (Carlos Resta), que, depois de anos afastado, resolve voltar à cidade argentina de Rosário, onde deixou seus amigos e, também, um filho, que cresceu criado pela avó e também pela tia maternas. Aos poucos, Gerardo volta a integrar a vida dessas pessoas, inclusive a do seu filho. Ao mesmo tempo em que tenta ser aceito pelo filho, tenta ter uma relação saudável com o pai. Por meio de flashbacks, Molina nos mostra os motivos da fuga do protagonista e, também, lembranças da ex-namorada.

    Ilusão de Movimento não diz muita coisa ao espectador. Irregular, alterna bons e maus momentos. Tudo isso por uma trilha sonora realmente irritante e totalmente inconveniente. Assim como o relacionamento de Gerardo com seu filho, o filme parece melhorar à medida que chega ao final, como se ficasse mais íntimo do espectador. O que não é o suficiente para salvar o filme que, ao contrário de alguns de seus conterrâneos, passa de forma apagada na mente do espectador.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus