JOGOS MORTAIS IV

JOGOS MORTAIS IV

(Saw IV)

2007 , 108 MIN.

18 anos

Gênero: Terror

Estréia: 26/10/2007

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Darren Lynn Bousman

    Equipe técnica

    Roteiro: Marcus Dunstan, Patrick Melton, Thomas H. Fenton

    Produção: Gregg Hoffman, Mark Burg, Oren Koules

    Fotografia: David A. Armstrong

    Trilha Sonora: Charlie Clouser

    Estúdio: Twisted Pictures

    Elenco

    Alison Luther, Angus Macfadyen, Bahar Soomekh, Betsy Russell, Bill Vibert, Billy Otis, Catherine Fitch, Christopher Marren, Christopher Morris, Costas Mandylor, Darrell Dennis, David Boyce, David Webster, Devon Bostick, Dina Meyer, Donnie Wahlberg, Emmanuelle Vaugier, Eric Gores, Geoffrey Pounsett, Ingrid Hart, J. LaRose, James Van Patten, Janet Land, Joanne Boland, Julian Richings, Kelly Jones, Kevin Rushton, Kim Roberts, Louis Ferreira, Lyriq Bent, Marty Adams, Mike Butters, Mike Realba, Niamh Wilson, Noam Jenkins, Oren Koules, Ron Lea, Sandra Manson, Sarain Boylan, Scott Patterson, Shauna Black (voz), Shawnee Smith, Simon Reynolds, Tobin Bell, Tony Nappo, Tracey Ferencz (voz), Zoe Heath

  • Crítica

    26/10/2007 00h00

    Quando vi Jogos Mortais III, acreditei que a série de terror não poderia ficar pior, mas estava enganada. O roteiro de Jogos Mortais IV foge do padrão criado na trilogia, abrindo um abismo entre os demais, principalmente em relação ao primeiro, de 2004. É simples explicar esta diferença: os roteiristas não são os mesmos. Leigh Whannell, responsável pelos anteriores em parceria com James Wan (em Jogos Mortais e Jogos Mortais III) e Darren Lynn Bousman (em Jogos Mortais II), cedeu sua vaga para os inexperientes Patrick Melton e Marcus Dunstan.

    Jogos Mortais IV acompanha dois oficiais do FBI especialistas em traçar perfis psicológicos de criminosos. Eles ajudam o veterano detetive Hoffman (Costas Mandylor) a desvendar os crimes do serial killer Jigsaw (Tobin Bell). O comandante Rigg (Lyriq Bent), da SWAT, é seqüestrado e arrastado para um jogo mortal. A dupla do FBI entra imediatamente em ação e passa a seguir uma trilha de cadáveres deixada pela cidade. As pistas os levam a Jill, que era casada com John Kramer antes de se tornar um assassino.

    A única característica que se manteve intacta foi o fato do enredo mostrar diversas histórias que se cruzam no decorrer do filme, sem esquecer dos flash-backs. Porém, a dupla exagerou na dose, criando um dos filmes mais confusos e sem sentido na história do cinema de horror.

    O espectador se perde na enorme quantidade de armadilhas e assassinatos, sem saber se o filme está no passado - seja recente ou mais distante - ou se os acontecimentos são relacionados ao presente. Nas produções anteriores, essa técnica é utilizada para criar grandes reviravoltas na história até chegar o momento do grand finale; tanto que essa criatividade levou a série a ser considerada uma inovação no gênero. Desta vez, Jogos Mortais IV termina sem a menor pretensão de causar impacto. Pelo contrário, passa despercebido.

    Mesmo assim, o filme possui seus pontos positivos. Os fãs vão adorar conhecer os detalhes da história de Jigsaw, ou melhor, John Kramer, descobrindo o verdadeiro motivo que o levou a se transformar em um assassino em série. Outra razão para ir ao cinema é conferir a direção de Darren Lynn Bousman. Quem gostou da linguagem visual repleta de cortes e efeitos de edição de Jogos Mortais II e III, pode ficar tranqüilo, pois o diretor manteve a mesma linha. Pelo menos esteticamente, Jogos Mortais IV continua seguindo o mesmo padrão de qualidade. As armadilhas são sangrentas e perturbadoras, mas em menos quantidade que o terceiro. Mesmo por que seria difícil superar o banho de sangue que lavou as telas do cinema nos longas anteriores.

    De forma geral, a impressão é que as boas idéias acabaram e Jogos Mortais IV se tornou um filme de terror comum que, se não fosse continuação de um grande sucesso, poderia ser lançado diretamente em DVD.

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus