Cartaz de Lascados

LASCADOS - O FILME

(Lascados - O Filme)

2014 , 88 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia

Estréia: 18/09/2014

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Vitor Mafra

    Equipe técnica

    Roteiro: Manoel Junior Batista

    Produção: Marcelo Braga

    Fotografia: Pedro Ionescu

    Trilha Sonora: Diogo Poças, Leonardo Mendes

    Estúdio: Santa Rita Filmes

    Montador: Ricardo Gonçalves

    Distribuidora: Santa Rita Filmes

    Elenco

    Chay Suede, Clara Garcia, Guilherme Fontes, Ivo Müller, João Côrtes, Manoel Junior Batista, Nando Cunha, Paloma Bernardi, Paulo Vilela, Raul Barreto

  • Crítica

    16/09/2014 16h09

    Não há nada melhor para alavancar a bilheteria de filme brasileiro do que a presença de um ator em evidência em uma novela e foi isso que aconteceu com Lascados - O Filme, comédia bem despretensiosa que se apoia em Chay Suede, o rosto bonito responsável por impulsionar o lançamento. Na pele de Felipe, ele se junta aos amigos Burunga (José Trassi) e Deco (Paulo Vilela) e, a bordo da Kombi de cachorro quente da mãe, pegam a estrada em busca das loucuras do carnaval de Salvador.

    Road movies para mim já são interessantes por natureza, explorando aquele desejo universal de cair na estrada em busca do desconhecido e das surpresas no caminho, e o cinema está cheio de versões que representam bem esse gênero (Pequena Miss Sunshine e Thelma E Louise, por exemplo). A viagem de Lascados se passa em 1994 e aposta em um clima mais grunge, influência do diretor Vitor Mafra, que faz sua estreia no cinema após larga experiência com o público jovem durante sua passagem pela MTV.

    Porém, logo o início nos faz pensar que Lascados ficará apenas nas boas ideias. As falas iniciais são sem graça e os personagens caricatos demais, tornando o roteiro uma sequência de piadinhas infames e desnecessárias.

    Quando finalmente os três entram na Kombi e partem para a Bahia, momento em que o filme de fato começa, a primeira cena realmente engraçada acontece: eles são enquadrados por dois policiais caipiras e, com alguns cachorros quentes de propina e uma música improvisada por Felipe para animar, conseguem seguir viagem. O fato de Chay Suede também ser músico é explorado mais algumas vezes e isso acaba complementando seu papel de forma natural, já que seu personagem é um garoto mais tranquilo e pensativo.

    A viagem recebe mais uma passageira quando Cenilde (Paloma Bernard), uma menina caipira e meio periguete que foge de casa, se une ao grupo. A essa personagem foi dada uma das melhores sacadas do filme, ideia dos roteiristas e do produtor e idealizador Marcelo Braga: toda vez que ela se vê sozinha com alguém, conta sua história de vida se inspirando em fábulas  como Branca de Neve e A Gata Borralheira. Infelizmente, fica bem claro que esse é o primeiro longa-metragem da atriz, que tem dificuldade para convencer com seu sotaque caipira e a imagem de mulher sexy. Ao contrário do seu irmão Denis, interpretado pelo ator João Côrtes (conhecido pelos comerciais de TV e que também está estreando na telona), que arranca boas risadas com sua dicção fanha e perna manca.

    Sustentados por coadjuvantes muito bons, como a delegada na última cidade onde passam (Melissa Clara, interpretada por Veridiana Toledo) e Jeová (pai de Cenilde, vivido por Guilherme Fontes), uma produção independente e despretenciosa e uma boa ideia nas mãos, a equipe de direção e o elenco de Lascados - O Filme disseram na coletiva de imprensa que a produção foi de fato uma road trip entre amigos.

    Mas, por mais que o contexto seja propício, não há como negar que o produto final poderia ser melhor. Apesar dos problemas, o filme continua sendo uma opção válida na safra de comédias escrachadas repetitivas do cinema nacional, não preicsando fazer uso de recursos como palavrões e nudez para ser "engraçado".

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus