LEMBRANÇAS DE UM VERÃO

LEMBRANÇAS DE UM VERÃO

(Hearts in Atlantis)

2001 , 101 MIN.

12 anos

Gênero: Drama

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Scott Hicks

    Equipe técnica

    Roteiro: William Goldman

    Produção: Kerry Heysen

    Fotografia: Piotr Sobocinski

    Trilha Sonora: Mychael Danna

    Estúdio: Castle Rock Entertainment

    Elenco

    Anthony Hopkins, Anton Yelchin, Bourke Floyd, David Morse, Dierdre O'Connell, Hope Davis, Kathie France, Mika Boorem, Sara Hamilton, Will Rothhaar

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    O bem-sucedido fotógrafo Bob (David Morse, de À Espera de um Milagre) recebe a notícia de que um grande amigo de infância, que ele não via há muito tempo, tinha falecido. Ao retornar à pequena cidade onde morava, para acompanhar os funerais, Bob começa a recordar seu tempo de garoto, principalmente a época em que um estranho e bondoso homem, Ted (Anthony Hopkins), sublocava o sótão de sua casa.

    Inicia-se, então, um logo flash-back que vai mostrar a bela relação de amizade entre o pequeno Bob (agora vivido pelo garoto russo Anton Yelchin, de 15 Minutos e Na Teia da Aranha) e o misterioso Ted, que tinha um grande segredo para esconder.

    Lembranças de um Verão é um filme de narrativa clássica, “à moda antiga”, sóbrio, na contramão da linguagem de videoclipe. Certamente reflexo do roteiro escrito pelo veterano William Goldman, autor de roteiros consagrados como Butch Cassidy, Todos os Homens do Presidente e Chaplin. Com encantamento, o diretor Scott Hicks, o mesmo de Shine: Brilhante, mostra a trajetória deste menino de 11 anos e a forma como ele projeta no carismático Ted a presença de um pai que ele mal conheceu. Como contraponto, a figura perdida da mãe de Bob, Liz (Hope Davis, de Próxima Parada: Wonderland), simboliza o outro lado de uma suposta moeda familiar: o conflito de interesses, o desequilíbrio, a busca inconseqüente por uma situação financeira mais confortável. E para fechar a trama, um mistério, um segredo que - obviamente – não deve ser aqui revelado.

    Lembranças de um Verão é um filme nostálgico e sensível, riquíssimo no tema relacionamento humano e recheado de excelentes interpretações de todo o elenco, com destaque para a ótima Mika Boorem, no papel de Carol, jovem atriz mirim que também está em cartaz no filme Os Garotos de Minha Vida, interpretando a jovem Drew Barrymore.

    Talvez, o único ponto fraco do filme seja sua pesquisa musical, óbvia demais para ambientar os anos 60. Afinal, Only You, Smoke Gets in Your Eyes e The Twist são escolhas que todos os diretores fazem em filmes que se passam nesta época. Poderia ter havido um capricho maior.

    Um esclarecimento: no original, o título do filme “Corações em Atlântida” deve-se à seguinte frase dita pelo personagem Ted: “Às vezes, quando somos pequenos, temos momentos de tal alegria que achamos que estamos vivendo num lugar tão mágico como deve ter sido Atlântida… depois crescemos e os nossos corações se partem em dois.”

    22 de janeiro de 2002
    ____________________________________________
    Celso Sabadin é jornalista e crítico de cinema da Rádio CBN. Às sextas-feiras, é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus