LITTLE NICKY - UM DIABO DIFERENTE

LITTLE NICKY - UM DIABO DIFERENTE

(Little Nicky)

2000 , 91 MIN.

12 anos

Gênero: Comédia

Estréia:

página inicial do filme
  • Ficha técnica

    Direção

    • Steven Brill

    Equipe técnica

    Roteiro: Adam Sandler, Steven Brill, Tim Herlihy

    Produção: Jack Giarraputo, Robert Simmonds

    Fotografia: Theo van de Sande

    Trilha Sonora: Teddy Castellucci

    Elenco

    Adam Sandler, Allen Covert, Harvey Keitel, Jonathan Loughran, Laura Harring, Patricia Arquette, Peter Dante, Rhys Ifans, Robert Smigel, Rodney Dangerfield, Tom 'Tiny' Lister Jr.

  • Crítica

    22/05/2009 11h03

    Ninguém esconde coisa boa. Partindo deste preceito, algumas distribuidoras de cinema têm o hábito de evitar mostrar para a imprensa os filmes considerados de baixa qualidade. Não é possível afirmar com segurança absoluta que um filme "escondido" pela própria distribuidora seja necessariamente um fracasso, mas a tendência natural é esta mesma.
    Assim, confesso: não assisti à comédia Little Nicky - Um Diabo Diferente, filme que teve apenas uma única exibição em São Paulo antes da sua estréia oficial. E mesmo assim, não foi uma exibição específica para a imprensa. Dentro da tradição de transparência que o Cineclick sempre teve com seus leitores, vamos nos limitar, por enquanto, a contar a trama do filme, sem nenhuma consideração opinativa. Pelo menos até uma próxima sessão, breve, num cinema perto da redação.

    Lá vai:
    Tudo começa no Inferno, no ano 2000. Após dez mil anos de reinado como "O Príncipe das Trevas", já próximo da sua aposentadoria, o Demônio (Harvey Keitel) decide que vai permanecer mais tempo no cargo. Uma prorrogação de mandato que revolta seus filhos Adrian (Rhys Ifans, a revelação cômica de Um Lugar Chamado Notting Hill) e Cassius (Tom "Tiny" Lister Jr.), sucessores naturais do trono. Enfurecidos, os dois rapazes resolvem fazer um inferno particular na Terra, para que eles possam governar absolutos o novo Reino de terror, que terá Nova York como capital.
    A saída insubordinada de Adrian e Cassius pelos Portais de Hades desequilibra as leis naturais do cosmos, fazendo com que o papai-Demônio perca seus poderes gradativamente, tornando-se mais humano a cada minuto. A solução é pedir ajuda ao irmão caçula Nicky (Adam Sandler, de O Paizão), que agora precisa usar os poderes dados pelo pai e fazer de tudo para recuperar o equilíbrio entre o Bem e o Mal na Terra.

    Com um megaorçamento superior a US$ 80 milhões, Little Nicky - Um Diabo Diferente é a comédia mais cara já produzida pelo cinema. Seu elenco traz uma série de participações especiais como Quentin Tarantino, Ozzy Osborne, Dana Carvey (Quanto Mais Idiota, Melhor), Reese Witherspoon (Segundas Intenções), Rodney Dangerfield (De Volta às Aulas), Carl Weathers (da série Rocky), Rob Schneider (Gigolô por Acidente), mas nada disso foi suficiente para salvar o filme do fracasso comercial. Nas bilheterias americanas, ele não rendeu nem a metade do seu custo.

    17 de janeiro de 2001
    ________________________
    Celso Sabadin é jornalista especializado em cinema desde 1980. Atualmente é crítico de cinema da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão e do Canal 21. Às sextas-feiras é colunista do Cineclick. [email protected]

Deixe seu comentário
comments powered by Disqus